Casa Branca não recua e logo após a apresentação do novo Projeto de Lei, Biden se posiciona contrário a proposta

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Foto: Kevin Lamarque/Reuters

João R. Negromonte

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Jen Psaki – Porta voz da Casa Branca

Minutos depois que o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer e colegas revelaram um projeto de lei de legalização da cannabis, muito aguardado nesta quarta-feira, a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, reiterou que o presidente continua se opondo à reforma. No entanto, ela admiravelmente disse que Biden seria “encorajado” pelos esforços para promover uma reforma mais “inclusiva”, como a descriminalização da posse, como haviam prometido em campanha.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Nada mudou e não há novos endossos de legislação a relatar hoje, disse a porta-voz em uma entrevista após ser questionada sobre o novo projeto de lei de legalização.

Ela disse, em resposta a outra pergunta, que Biden continua apoiando mais a descriminalização inclusiva da cannabis e, seria “encorajado por medidas para implementar isso, mas não falou com ele nos últimos dias sobre o tema”, reforça Jen.

Além de acabar com a proibição de décadas de cannabis, a nova legislação contém uma variedade de outras disposições para promover a igualdade social, facilitar a pesquisa e reparar os danos da criminalização.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Os comentários da secretária de imprensa foram uma decepção para os defensores, mas estão longe de ser inesperados, visto que Biden manteve uma oposição à legalização do uso adulto, apesar de sua popularidade entre o público, especialmente entre os democratas.

Durante sua campanha presidencial no ano passado, ele concorreu com a promessa de promulgar reformas modestas, como descriminalizar o porte de cannabis, eliminar registros anteriores e respeitar os direitos dos estados de estabelecer suas próprias leis. Desde que assumiu o cargo, entretanto, seu governo não fez progresso em nenhuma dessas promessas e, em vez disso, despediu seus próprios funcionários da Casa Branca por causa da planta e buscou estender uma disposição orçamentária que bloqueou Washington DC de legalizar as vendas de cannabis.

Biden pegou alguns de surpresa ao sugerir que as regras esportivas internacionais sobre a cannabis, possivelmente precisarão ser reavaliadas.

Depois que a corredora americana Sha’Carri foi suspensa das olimpíadas de Tokyo, após testar positivo para THC, substância ainda não regulamentada pela federação, o presidente norte-americano se mostrou inclinado a debater o tema, mas isso está muito longe de endossar uma reforma abrangente.

Confira outras matérias sobre legislação da cannabis publicadas pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese