(R)Evolução

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Paternostro reforça a necessidade de evoluir para um cenário onde haja cooperação para que todo o ecossistema se beneficie (Foto: Arquivo pessoal)

Coluna de Fernando Paternostro*

Um ato evolutivo acontece quando se resolvem questões permanentemente. Sendo assim, e para conseguir resolver algo de forma definitiva, apenas com muita perseverança e persistência é realmente possível conseguir romper essa barreira. Só aqueles que estão sincronizados com seu momento de vida são capazes de perdurar as dificuldades entre expectativa e realidade, e então evoluir.  

Dentro do universo da cannabis brasileiro, o nosso próprio space tupiniquim, venho falando aqui de como tenho participado da criação de uma comunidade que se identifica com bem-estar e qualidade de vida, e que usa o esporte como ferramenta de transformação. Esse momento, na  minha visão, é evolucionário dentro da cannabis. Isso porque, até então, o discurso que predominava era o das patologias; e a falta de inovação e conteúdo diferenciado reinava tranquilamente.  

Com o crescimento do discurso do esporte e do bem-estar, o cenário brasileiro começou a entender o tamanho de potencial do mercado brasileiro, e a comunicação das empresas do setor começou a mudar. Essa mudança é recente, e mostra como o mercado caminha com cautela;  reagindo muitas vezes de forma até ingênua, carente de profissionalismo e focado em construção de um discurso sólido.  

A revolução a que (não) me refiro, é aquela que leva a história, a se repetir. É querermos que o mercado da cannabis seja revolucionário, mas continuarmos carregando nossos vícios de hábitos maléficos. É inspirar-se nas histórias de como a cannabis uniu as pessoas no passado, mas não  querer pensar no coletivo na hora de atuar. E é, principalmente, querer colher antes de plantar.  

Por isso, proponho que não haja uma revolução; e sim uma evolução.  

Evoluir para um cenário onde cooperamos para que todo o ecossistema se beneficie. Evoluir para um mindset onde mercados pequenos como o nosso tem players que se ajudam, e que ganham em conjunto.  

Evoluir para mostrar aos outros mercados, que é possível co-existir com objetivos diferentes, e que a cannabis é tão multi-funcional como nós seres humanos.  

Venho falando para pessoas mais próximas de mim que o que mais me impressiona de estar no mercado da cannabis é ver a transformação interna de cada um. Ninguém fez faculdade para trabalhar com cannabis, e brinco que as pessoas “terminam” na cannabis; já que essa marginalização cultural e profissional perdurou por tanto tempo. E que optar por trabalhar com isso traz sempre reações (e consequências) inesperadas; inevitavelmente transformando e forjando essa evolução interna e externa.  

Fica aqui o convite, ou a provocação, para que cada vez mais profissionais queiram se aventurar da maneira correta dentro da cannabis.

Fica aqui o convite, ou a provocação, para que cada vez mais profissionais queiram se aventurar da maneira correta dentro da cannabis. Utilizando o que é permitido legalmente para atuar de forma transparente, mostrando que a cannabis sempre esteve presente na nossa sociedade. E que somos nós quem estamos evoluindo para conseguir, finalmente, se relacionar de forma saudável com essa planta.  

*Fernando Paternostro é empresário, triatleta, criador do Atleta Cannabis, pai da Flora e da Bella e colunista do Sechat.

As opiniões veiculadas nesse artigo são pessoais e de responsabilidade de seus autores.

Veja outros artigos de nossos colunistas:

Alex Lucena 

– Inovação e empreendedorismo na indústria da Cannabis (19/11/2020)

– Inovar é preciso, mesmo no novo setor da Cannabis (17/12/20)

 Sem colaboração, a inovação não caminha (11/02/2021)

Bruno Pegoraro

– A “legalização silenciosa” da Cannabis medicinal no Brasil (31/03/2021)

 Por mais projetos de lei de Cannabis Medicinal (17/05/2021)

Fabricio Pamplona

– Os efeitos do THC no tratamento de dores crônicas (26/01/2021)

 Qual a dosagem ideal de canabidiol? (23/02/2021)

– CBD: batendo na porta da psiquiatria (05/04/2021)

– Está comprovado: terpenos e canabinoides interagem diretamente com mecanismo canabinoide (27/04/2021)

Fernando Paternostro

– As multifacetas que criamos, o legado que deixamos (11/3/2021)

– Vantagem competitiva, seleção natural e dog years (08/04/2021)

– Comunidade, maturidade, elasticidade: o ecossistema canábico em plena expansão (06/05/2021)

Jackeline Barbosa

 Cannabis, essa officinalis (01/03/2021)

– A Cannabis feminina (03/05/2021)

Ladislau Porto

– O caminho da cannabis no país (17/02/2021)

– Associações x regulação x Anvisa x cannabis (26/04/2021)

Luciano Ducci

– Vão Legalizar a Maconha? (12/04/2021)

Mara Gabrilli

– A luta pela Cannabis medicinal em tempos de cloroquina (23/04/2021)

Marcelo de Vita Grecco

– Cânhamo é revolução verde para o campo e indústria (29/10/2020)

– Cânhamo pode proporcionar momento histórico para o agronegócio brasileiro (26/11/2020)

– Brasil precisa pensar como um país de ação, mas agir como um país que pensa (10/12/2020)

– Por que o mercado da cannabis faz brilhar os olhos dos investidores? (24/12/2020)

– Construção de um futuro melhor a partir do cânhamo começa agora (07/01/2021)

– Além do uso medicinal, cânhamo é porta de inovação para a indústria de bens de consumo (20/01/2021)

 Cannabis também é uma questão de bem-estar (04/02/2021)

– Que tal CBD para dar um up nos cuidados pessoais e nos negócios? (04/03/2021)

– Arriba, México! Regulamentação da Cannabis tem tudo para transformar o país (18/03/2021)

– O verdadeiro carro eco-friendly (01/04/2021)

– Os caminhos para o mercado da cannabis no Brasil (15/04/2021)

– Benchmark da cannabis às avessas para o Brasil (29/04/2021)

– Registros e patentes “made in Brazil” (13/05/2021)

– Consumidores de OTC estão de braços abertos para a cannabis (27/05/2021)

Maria Ribeiro da Luz

– Em busca do novo (23/03/2021)

– A tecnologia do invisível (20/04/2021)

– A pegada do cânhamo (18/05/21)

Patrícia Villela Marino

– Nova York, cannabis, racismo e prisão (28/04/2021)

Paulo Jordão

– O papel dos aparelhos portáteis de mensuração de canabinoides (08/12/2020)

– A fórmula mágica dos fertilizantes e a produção de canabinoides (05/01/2021)

– Quanto consumimos de Cannabis no Brasil? (02/02/2021)

 O CannaBioPólen como bioindicador de boas práticas de cultivo (02/03/2021)

– Mercantilismo Português: A Origem da Manga Rosa (06/04/2021)

– O cânhamo industrial, as barreiras comerciais e o substitutivo do PL 399/2015 (04/05/2021)

Pedro Pierro

– Qual nome devemos usar? (05/05/2021)

Pedro Sabaciauskis

– O papel fundamental das associações na regulação da “jabuticannábica” brasileira (03/02/2021)

 Por que a Anvisa quer parar as associações? (03/03/2021)

– Como comer a jabuticannabica brasileira? (13/04/2021)

– 21 de abril nasce a Fact; e nasce berrando (14/05/2021)

Ricardo Ferreira

– Da frustração à motivação (03/12/2020)

– Angels to some, demons to others (31/12/2020)

 Efeitos secundários da cannabis: ônus ou bônus? – (28/01/2021)

 Como fazer seu extrato render o máximo, com menor gasto no tratamento (25/02/2021)

– Por que os produtos à base de Cannabis são tão caros? (25/03/2021)

– A Cannabis no controle da dor e outras consequências do câncer (22/04/2021)

– A Cannabis no controle da fibromialgia (20/05/2021)

Rodolfo Rosato

– O Futuro, a reconexão com o passado e como as novas tecnologias validam o conhecimento ancestral (10/02/2021)

– A Grande mentira e o novo jogador (10/3/2021)

– Mister Mxyzptlk e a Crise das Terras Infinitas (14/04/2021)

– O prejuízo da proibição (12/05/2021)

Rogério Callegari

– Sob Biden, a nova política para a cannabis nos EUA influenciará o mundo (22/02/2021)

– Nova Iorque prestes a legalizar a indústria da cannabis para uso adulto (17/03/2021)

– Canadenses gastam mais de 2 bilhões de dólares em Cannabis em 2020 (19/05/2021)

Solange Aparecida Nappo

– Qual a relação entre crack e maconha? (07/05/2021)

Stevens Rehen

 Cannabis, criatividade e empreendedorismo (12/03/2021)

– Inflamação, canabinoides e COVID (11/05/2021)

Waldir Aparecido Augusti

– Busque conhecer antes de julgar (24/02/2021)

– Ontem, hoje e amanhã: cada coisa a seu tempo (24/03/2021)

Wilson Lessa

– O sistema endocanabinoide e os transtornos de ansiedade (15/12/2020)

– O transtorno do estresse pós-traumático e o sistema endocanabinoide (09/02/2021)

– Sistema Endocanabinoide e Esquizofrenia (09/03/2021)

– O TDAH e o sistema endocanabinoide (16/04/2021)

– Sistema Endocanabinoide, sono e transtornos do sono (10/05/2021)

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese