Sechat

Setores industrial e medicinal recomendam até 0,03% de THC para produtos de CBD no Reino Unido

A Associação para a Indústria de Canabinoides (ACI) e o Centro de Cannabis Medicinal (CMC) divulgaram um relatório detalhado de revisão de segurança sobre o THC (Foto: Chokniti Khongchum/Pexels)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de Canex (Emily Ledger)

A Associação para a Indústria de Canabinoides (ACI) e o Centro de Cannabis Medicinal (CMC) divulgaram um relatório detalhado de revisão de segurança sobre o THC (Tetraidrocanabinol). Incluem-se recomendações e sugestões sobre pesquisas futuras e políticas no setor no Reino Unido.

O artigo “Níveis de orientação de saúde para THC em produtos de CBD: avaliação de segurança e recomendações regulatórias”, foi elaborado por especialistas da ACI – uma organização para membros da indústria de CBD do Reino Unido – e do CMC, associação e órgão de pesquisa para a cannabis médica no Reino Unido.

>>> Siga o Sechat no INSTAGRAM

A popularidade do CBD (Canabidiol) como um produto de bem-estar continuou a crescer no Reino Unido nos últimos anos. Ao mesmo tempo, tem havido cada vez mais pedidos de melhoria da regulamentação no setor.

O próprio CBD não é uma substância controlada, portanto, é totalmente legal no Reino Unido. Os produtos CBD podem conter pelo menos 12 contaminantes controlados em potencial, incluindo vários compostos de tetrahidrocanabinol (THC).

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Além disso, as orientações atuais sobre o status de controle do cânhamo, do CBD e de outros canabinoides têm sido repetidamente criticadas por serem confusas tanto para os consumidores quanto para os que trabalham na indústria.

Limite de segurança de THC recomendado

Por exemplo, a interpretação desta orientação presume que todos os produtos CBD são controlados, mesmo quando nenhum contaminante controlado é detectável. A ACI e a CMC alegam em um comunicado à imprensa que essa presunção é “incompatível com a convenção científica e provavelmente incompatível com a jurisprudência.”

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Portanto, para resolver as “anomalias regulatórias” do Reino Unido, os órgãos recomendaram um limite de segurança de 0,03% de THC. Esta recomendação, e outras incluídas no relatório, foram submetidas ao Home Office e à Food Safety Association.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Sobretudo, os níveis máximos de canabinoides controlados foram definidos na maioria dos outros países europeus para produtos desenvolvidos para uso do consumidor. Esses limites variam de 0,001 mg/kg a 0,007 mg/kg de THC em produtos de consumo, bem como limites de THC em produtos com um maior teor de CBD.

Confira outros conteúdos sobre o THC ao redor do mundo publicados pelo Sechat: