Projeto ajudará os pequenos produtores de Cannabis a obter licença no Canadá

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Traduzido do site Cost Reporter

O governo da Colúmbia Britânica (BC), no Canáda, diz que um novo Navegador Regulador de Produção de Cannabis ajudará mais produtores de Cannabis a entrar no mercado legal da província.

Mike Farnworth, Ministro de Segurança Pública e Solicitador Geral, anunciou a iniciativa em 16 de junho e disse que ajudaria futuros cultivadores e processadores de maconha a trabalhar nas etapas necessárias para colocar seus produtos no mercado.

“Esta nova ferramenta fornecerá informações mais claras e acessíveis sobre como entrar no mercado legal de maconha no BC”, disse Farnworth.

De acordo com o ministro, a transição de mais produtores de Cannabis para a estrutura legal ajudará a aumentar a saúde e a segurança pública, criando empregos estáveis que apoiam as famílias e comunidades do BC.

A ministra do Trabalho, Michelle Mungall, disse que o navegador “ajudará os produtores indígenas, de pequena escala e artesanais a superar o custo e a complexidade de obter as licenças e aprovações apropriadas”.

Novo projeto

A recém-incorporada BC Craft Farmer Co-Op (BCCFC) lançou recentemente um projeto de proposta de desenvolvimento econômico para os governos provinciais e federais para “descrever como a cooperativa pode apoiar a recuperação econômica do BC após o COVID 19”.

A proposta pedia mudanças regulatórias e o estabelecimento de uma “parceria de desenvolvimento de negócios” que permitissem a transição rápida de cerca de 30% dos produtores de maconha existentes licenciados para crescer sob os regulamentos da maconha medicinal para o mercado legal em 12 meses temporariamente a tempo da estação de crescimento deste verão.

A cooperativa disse que o Programa de Iniciativa de Transição de Negócios de Cannabis, administrado pela Comunidade de Futuros da Central Kootenay, ofereceu um modelo a seguir.

Paul Kelly, gerente do programa, afirmou que “os produtores em transição de legados, muitas vezes não acostumados à regulamentação, foram desafiados com a perspectiva de navegar por três jurisdições do governo, além das regras padrão necessárias para operar uma empresa bem-sucedida.”

De acordo com a província, agora existem 66 titulares de licença de cultivo padrão em BC, dez titulares de licença de microcultura, cinco titulares de viveiro, 51 titulares de licença de processamento padrão e dois titulares de microprocessamento.

O Navegador Regulador da Produção de Cannabis está on-line.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES
ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese