Ease Labs tem planos para se tornar a primeira multinacional brasileira de cannabis medicinal

Investimento de R$ 25 milhões será direcionado para pesquisa, P&D, internacionalização e expansão, afirma CEO Gustavo Palhares

Publicada em 13/05/2024

capa
Compartilhe:

Em uma entrevista exclusiva concedida ao Portal Sechat, o CEO da Ease Labs, Gustavo Palhares, revelou detalhes sobre a recente captação de R$ 25 milhões em investimentos e os planos ambiciosos da empresa para se tornar a primeira multinacional brasileira de cannabis medicinal.

Segundo Gustavo, os recursos provenientes do investimento serão alocados em diversas áreas estratégicas da empresa, visando fortalecer sua posição tanto no mercado nacional quanto internacional. 

WhatsApp Image 2024-05-11 at 15.15.11.jpeg

"A Ease Labs alcançou um posicionamento significativo no mercado de cannabis brasileiro, tanto em termos de operação, estrutura e possibilidade de crescimento, quanto em relação às vendas no mercado varejista. Sabemos que atualmente o mercado varejista é composto por algumas empresas com um número limitado de produtos. Com nossa operação e a estrutura que criamos, temos uma grande oportunidade de expandir nosso portfólio, fornecimento e crescimento no abastecimento desse mercado. Devido a esse momento e à nossa vantagem estratégica em relação aos concorrentes, a Ease Labs é atualmente uma das únicas indústrias a formular produtos localmente e a única a realizar o processo de fabricação de insumos no Brasil, com uma importante base também fora do país. Com essa estruturação e preparação ao longo dos últimos anos, estamos bem posicionados para crescer no mercado de vendas", afirmou o CEO.

Uma parcela substancial do investimento será destinada à intensificação das atividades de comunicação médica e ao fortalecimento da presença da Ease Labs em pesquisa e desenvolvimento (P&D). Palhares tem consciência do desafio em educar médicos sobre os benefícios terapêuticos da cannabis medicinal e da responsabilidade ao desenvolver novos produtos inovadores para atender às necessidades dos pacientes.

"Acredito que enfrentamos o desafio de comunicar isso para o máximo possível de médicos que aderem aos tratamentos. Promover uma jornada educacional para esses médicos demanda energia. Atualmente, nosso time comercial está totalmente focado nessa comunicação. Acredito que conseguimos construir uma equipe altamente capacitada para realizar essa comunicação médica. A forma como os canabinoides atuam no corpo é bastante complexa e também é uma novidade no mercado". 

Ease Labs registrou um aumento significativo no Market Share de 1,1% para 7% em produtos isolados, comparando março de 2024 com o mesmo período do ano passado, consolidando-se como a segunda colocada no mercado de cannabis com seu produto líder, o Ease Labs 100 mg/ml. 


Além disso, Gustavo revelou os planos estratégicos da Ease Labs para sua expansão internacional. "Estamos aproveitando nossa cadeia de produção verticalizada e os rigorosos padrões regulatórios brasileiros para nos posicionar como líderes globais no mercado de cannabis medicinal", destacou o CEO.
 

Veja a entrevista na íntegra: 

 

 

Ele também enfatizou a importância de explorar oportunidades de crescimento em mercados promissores, como o sudeste asiático, especialmente na Tailândia, onde planeja  produtos farmacêuticos até 2025. "Alguns mercados têm sido destacados nas notícias, como a Alemanha, que frequentemente está na mídia. A Austrália também tem ganhado destaque, assim como a própria África do Sul. No entanto, identificamos uma oportunidade bastante interessante no sudeste asiático. Esta região está passando por um momento de regulamentação, sendo comparável ao Brasil há cinco anos atrás. Assim como nos posicionamos no Brasil, faz sentido nos posicionar lá, especialmente na Tailândia, um país com mais de 70 milhões de habitantes e uma forte cultura de utilização de medicamentos naturais e alternativos. Devido a movimentos semelhantes nos mercados públicos tailandês e brasileiro, decidimos nos posicionar lá, visando crescimento e expansão para outros países do sudeste asiático e eventualmente para o restante da Ásia."

Em relação ao mercado brasileiro, o CEO expressou otimismo em relação ao programa de distribuição de medicamentos à base de cannabis pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em São Paulo. "Estamos ansiosos para colaborar com o programa e fornecer produtos de alta qualidade para os pacientes que necessitam", disse.

Por fim, Gustavo Palhares compartilhou sua expectativa para o futuro da Ease Labs e sua participação no Congresso Brasileiro da Cannabis Medicinal. Durante a programação do CBCM 2024, a empresa irá oferecer uma aula gratuita para médicos e profissionais com o tema "Canabidiol na Rede Pública de Saúde do Estado de São Paulo". A aula, sobre o avanço importante no sistema público de saúde estadual, será feita pela neuropediatra e doutora em Ciências da Saúde Daniela Bezerra, autora do Guia Prático  do Uso de Canabinoides em Epilepsia.  "A expectativa é enorme. O evento tem ganhado destaque no mercado da cannabis medicinal e se tornou uma verdadeira referência. Espero contribuir ao lado dos renomados palestrantes presentes, trazendo informações relevantes. Com sorte, poderemos compartilhar boas notícias sobre o programa da Secretaria do Estado de São Paulo e outras novidades. Estou preparado para debater, discutir e fornecer informações de qualidade ao público", concluiu.

CLIQUE AQUI para se inscrever na AULA GRATUITA "Canabidiol da Rede Pública de Saúde do Estado de São Paulo" com a neuropediatra Daniela Bezerra, no dia 25 de maio, às 12h, no Congresso Brasileiro da Cannabis Medicinal, no Expor Center Norte, em São Paulo.