Iniciativa solidária em Cabo Frio (RJ) doa medicamentos à base de cannabis para cerca de 60 famílias carentes

Vanessa Matalobos, médica pediatra com pós-graduação em neurologia e idealizadora do projeto social, afirma que: “é a partir dessas ações que conseguimos movimentar o poder público”

Publicada em 30/01/2024

capa
Compartilhe:

No último fim de semana, uma ação solidária em Cabo Frio (RJ) uniu a causa da cannabis medicinal à generosidade em prol das famílias carentes do município. Sob a organização de profissionais de saúde locais, com apoio da Fundação Redwood e da Associação de Pais e Amigos dos Autistas (APPAA) Casa Azul, O Cannabis e Caridade proporcionou a 60 famílias acesso gratuito a medicamentos à base de cannabis, transformando vidas e disseminando esperança.


Vanessa Matalobos, médica pediatra com pós-graduação em neurologia e idealizadora do projeto social, afirma que: “é a partir dessas ações que conseguimos movimentar o poder público”. A profissional de saúde explica que sem o apoio dos voluntários médicos, dentistas e advogados, bem como as entidades apoiadoras, o projeto não se torna realidade.  

Para o idealizador e presidente da Fundação Redwood, José Rocha, “o Rochinha” como é conhecido, o compromisso com a pesquisa e a promoção da cannabis medicinal, têm papel fundamental na viabilização deste e de outros eventos solidários que a fundação apoia:

“Entramos com a doação dos óleos medicinais de cannabis para os pacientes de forma gratuita, bem como fazemos em outra ação no morro do alemão, no Rio de Janeiro”, explica Rochinha ao dizer que o maior resultado deste tipo de projeto, é enxergar um certo alívio no olhar dos pais e familiares que recebem mais uma gota de esperança no tratamento de seus filhos.  

Ao ser questionado pela continuidade do tratamento para as famílias assistidas, o empresário destacou que: “a ajuda não se limita apenas à distribuição de medicamentos, mas também à conscientização sobre os benefícios terapêuticos da planta. Para além, contamos com apoio dos órgãos competentes para auxiliar na questão jurídica,” lembrou ele ao ressaltar que o evento oferece assistência jurídica especializada por meio de advogados que não estão ligados a fundação, fazendo o trabalho de forma voluntária.

Representantes da APPAA Casa Azul, que há anos dedicam-se ao suporte e acolhimento de pacientes com autismo no município, destacaram a importância da parceria para a melhoria da qualidade de vida de seus assistidos.  

“Através dessa ação conjunta, a comunidade local experimentou um avanço significativo na acessibilidade a tratamentos inovadores e alternativos”, diz Carolina Pereira Motta, psicóloga responsável técnica pela APPAA que destaca que a associação se mantém com doações de familiares dos pacientes e moradores locais, contribuindo para que a entidade continue com a atendimento de mais de 200 famílias de autistas associados.

Durante o evento, o secretário da prefeitura e assessor especial de gabinete de Cabo Frio, Vitor Martins dos Santos, disse que o município está comprometido com a pauta da cannabis e fez uma declaração prometendo apoio contínuo ao projeto social.  

“Essa colaboração entre setores público e privado evidencia o reconhecimento do impacto positivo que iniciativas como essa podem ter na comunidade, reforçando a importância da responsabilidade social e do investimento em saúde”, disse Martins, que defendeu a implementação de uma política pública na cidade para regulamentar o uso medicinal da cannabis.

“É preciso levar o debate as autoridades competentes”, reforçou.  

O evento Cannabis e Caridade em Cabo Frio não apenas ofereceu medicamentos vitais a quem deles necessita, mas também estimulou o diálogo construtivo sobre a cannabis medicinal e promoveu a solidariedade como uma força transformadora na sociedade.  

bem-estar