Psilocibina reduz sintomas de depressão grave em apenas uma dose, diz estudo 

O composto derivado de alguns cogumelos é uma ponta de esperança para pacientes que convivem com o transtorno

Publicada em 05/09/2023

capa
Compartilhe:

Por redação Sechat

Um estudo recente publicado pela The Journal of the American Medical Association (JAMA) trouxe resultados promissores no tratamento da depressão grave com a psilocibina.  

A depressão é um transtorno comum em todo o mundo: estima-se que mais de 300 milhões de pessoas sofram com ela. (Imagem: freepik)

A pesquisa envolveu 104 adultos com transtorno depressivo maior (TDM) e foi conduzida por uma equipe de 18 pesquisadores de instituições de renome, como a Universidade de Yale e a Universidade Johns Hopkins.  

Os participantes receberam uma única dose de 25 mg de psilocibina sintética em 11 clínicas nos EUA, acompanhada de sessões de psicoterapia. 

Surpreendentemente, os pacientes que contaram com o tratamento psicodélico assistido relataram uma redução significativa dos sintomas depressivos em apenas oito dias e, os efeitos positivos se mantiveram ao longo das seis semanas de acompanhamento.  

Os testes foram medidos pela Escala de Avaliação de Depressão de Montgomery-Åsberg (MADRS), na qual a pontuação média inicial era de cerca de 35, caindo para uma média de 19 pontos no final do ensaio, em contraste com uma queda de apenas cerca de sete pontos no grupo placebo. 

Além da melhoria nos sintomas depressivos, os pesquisadores observaram melhorias no funcionamento psicossocial, ansiedade e qualidade de vida dos participantes que receberam psilocibina. Importante destacar que o tratamento não resultou em embotamento emocional, comum em antidepressivos convencionais, e não causou eventos adversos graves. 

Essas descobertas indicam que a psilocibina, quando administrada com apoio psicológico, pode ser uma promissora intervenção para o tratamento do TDM, refletindo uma tendência crescente de pesquisa sobre as aplicações terapêuticas de psicodélicos.  

Outros estudos também estão explorando os benefícios potenciais da terapia assistida por psicodélicos em casos de alcoolismo e redução de sentimentos de culpa e medo associados ao consumo de cogumelos mágicos ou LSD.