Como o CBD afeta o sistema imunológico e as doenças autoimunes?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Traduzido do site The Cannabis Exchange

Enquanto mais países ao redor do mundo continuam reconhecendo o potencial do CBD, os efeitos biológicos completos do canabinoide ainda não foram totalmente compreendidos. No entanto, algumas pesquisas demonstram que o CBD possui propriedades anti-inflamatórias e imunossupressoras.

Mas o que isso significa para aqueles que usam produtos de CBD e quem poderia se beneficiar com isso?

O CBD é um dos compostos químicos mais comuns encontrados na planta de Cannabis. É classificado como canabinoide, juntamente com o tetra-hidrocanabinol (THC) e o canabinol (CBN) e mais de uma centena de outros compostos na planta. Os canabinoides são substâncias químicas naturais que se tornaram conhecidas por seu potencial medicinal e de bem-estar.

Também está claro que, em alguns casos, o CBD pode ser usado para tratar doenças específicas para as quais outros tratamentos disponíveis falharam em ser eficazes. Embora saibamos que produz efeitos no sistema nervoso central, em contraste com o THC, que é psicoativo, o CBD não cria a chamada sensação de “alta”.

Tudo o que você deve saber sobre o nosso sistema imunológico

Em poucas palavras, o sistema imunológico é a principal defesa que nosso corpo tem contra doenças e outras ameaças potencialmente prejudiciais. Quando funciona adequadamente, o sistema imunológico identifica e ataca invasores, como bactérias, vírus e parasitas – distinguindo-os do tecido saudável do corpo.

Os linfócitos, ou células B e células T, lutam contra antígenos e ajudam o corpo a lembrar as substâncias que foram batidas para que, na próxima vez em que o sistema imunológico possa agir de maneira rápida e eficaz.

Sistema Endocanabinóide (ECS) e Sistema Imunológico

Apesar da existência do sistema endocanabinóide ser confirmada apenas por pesquisadores na década de 1990, já sabemos que esse sistema pode desempenhar um papel importante em muitas funções corporais, incluindo as funções cerebrais. Os receptores endocanabinóides são expressos em todo o sistema nervoso central, bem como no sistema imunológico humano.

Pensa-se que as interações entre endocanabinóides e receptores influenciam o humor, emoções, apetite, sensação de dor e memória, entre outros importantes processos fisiológicos e cognitivos. Os fitocanabinóides (os mais conhecidos são o CBD e o THC) interagem com esse sistema de maneira semelhante aos endocanabinóides.

Então, quais são os efeitos do CBD no nosso sistema imunológico?

De acordo com a pesquisa de James M. Nichols e Barbara LF Kaplan , parece que “considerando todos os estudos realizados sobre respostas imunes e inflamação, os dados demonstram predominantemente que o CBD é imunossupressor e anti-inflamatório”.
Embora a definição de algo como anti-inflamatório deva ser clara, o CBD funcionando como imunossupressor pode exigir esclarecimentos.

Como potencial imunossupressor, o CBD pode reduzir as respostas inflamatórias do sistema imunológico, promover apoptose (morte celular) e impedir o rápido crescimento celular. Em certos casos, esses recursos podem ter um efeito negativo no sistema imunológico de um ser humano saudável.

Além disso, a exposição ao CBD também pode suprimir as funções de citocinas, quimiocinas e células T – todas as quais desempenham um papel importante na defesa imunológica.

Usando imunossupressores como tratamento

Foi sugerido que o CBD pode ter potencial como tratamento adjuvante para algumas doenças autoimunes.

Uma doença auto-imune ocorre quando o sistema imunológico começa a atacar células, tecidos e órgãos saudáveis. Isso pode ocorrer basicamente em qualquer parte do corpo e pode resultar no enfraquecimento de determinadas funções do corpo e, em alguns casos, em condições de risco de vida. As doenças autoimunes mais comuns incluem esclerose múltipla (EM), artrite reumatóide e psoríase.

A inflamação desempenha um papel importante nas doenças autoimunes. Como anti-inflamatório, o CBD pode ajudar o organismo a combater a doença. Além disso, a natureza imunossupressora do CBD pode ajudá-lo a lidar com sistemas imunológicos hiperativos que se atacam.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese