Estudo nos EUA revela que 20% dos pacientes com câncer fazem uso de Cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Esta pesquisa contribui para o crescente grupo de evidências de que a cannabis é um complemento seguro (Foto: Reprodução/Cannabis & Tech Today)

Aproximadamente 22% das mortes por câncer foram resultado do uso de tabaco, obesidade, falta de consumo suficiente de frutas e vegetais, falta de exercícios e uso excessivo de álcool.

Qualquer pessoa que já lutou contra o câncer ou tem um ente querido que o fez, logo lhe dirá que é absolutamente horrível. Em meio a este desespero, um número crescente de pacientes com câncer está recorrendo à Cannabis medicinal para complementar seus regimes de tratamento, de acordo com um estudo recente.

>>> Óleo de cânhamo da Garnier ganha nova embalagem sustentável

Uso de cannabis medicinal entre pacientes com câncer

Uma equipe de pesquisadores do setor de Hematologia e Oncologia do Beaumont Hospital, de Michigan, nos Estados Unidos, recentemente fez um estudo com pacientes com câncer para avaliar qual porcentagem deles usava Cannabis medicinal.

A pesquisa envolveu 188 pacientes com câncer, sendo alguns relatados como pacientes registrados de Cannabis medicinal (MC) e outros não. Os participantes forneceram suas respostas em 2018, no entanto, os resultados da pesquisa e a análise dos resultados não foram divulgados até recentemente.

“Uma pontuação de sintoma de linha de base composta mediana variando de 8 (melhor) a 32 (pior) foi maior em pacientes que usam Cannabis medicinal se comparados com não usuários (17,5 contra 14,4). A dor foi o sintoma com maior frequência de melhora, em 81% dos casos, seguida do apetite, com 77,3%, e ansiedade, com 73%. A Cannabis medicinal melhorou ainda a capacidade de tolerar o tratamento 54,5% dos pesquisados”, afirmaram os autores do estudo.

Os pesquisadores ainda apontam que esta pesquisa contribui para o crescente corpo de evidências de que a cannabis é um complemento seguro e potencialmente eficaz aos medicamentos convencionais para a paliação de pacientes com câncer. “Dada a prevalência crescente do uso de cannabis entre pacientes com câncer, é imperativo que hematologistas e oncologistas se sintam confortáveis ​​em discutir esse tópico com os pacientes”, concluíram os autores.

>>> Nova Jersey, Arizona e mais três estados legalizam mercados de cannabis com potencial de US $ 2,5 bilhões

Fique atento 

Pacientes com câncer estão passando pela parte mais difícil de suas vidas, e isso é algo que os entes queridos precisam sempre ter em mente. Para muitos pacientes com câncer, eles estão literalmente enfrentando uma possível morte e, como tal, todos os tratamentos recomendados precisam ser oferecidos de maneira cuidadosa.

Vários estudos revisados ​​por pares descobriram que a cannabis é um tratamento eficaz para o câncer; no entanto, ainda há necessidade de mais pesquisas realizadas.

>>> O que a indústria da cannabis pode esperar se Donald Trump vencer?

Dizer a um paciente com câncer que “a cannabis vai curar seu câncer” é uma coisa cruel porque pode dar-lhes falsas esperanças. Em vez disso, sugira respeitosamente que eles considerem o uso de cannabis e ofereça-se para ajudá-los em suas pesquisas para ajudá-los a decidir se a cannabis é adequada para sua situação ou não.

Fonte: JOHNNY GREEN/Cannabis & Tech Today

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese