Não há prova científica de morte por overdose de cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Existe uma overdose de cannabis - mais conhecida como “toxicidade da cannabis”. Mas está longe de ser fatal (Foto: Terrance Barksdale/Pexels)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de The Cannigma (Michael Schaeffer Omer-Man)

Quando se trata de do uso medicinal da cannabis e da luta pela sua legalização, melhoria do acesso e mudança de pensamentos, os defensores muitas vezes, como resultado, podem se deparar com mitos, equívocos e estereótipos.

Portanto, vale a pena repetir sempre que alguém disser que não sabemos o suficiente sobre a segurança da cannabis: não há prova científica de que alguém já morreu de overdose de cannabis. Nenhuma pessoa – e as pessoas a usam há milhares de anos. Por isso, em quase qualquer dose ou quantidade imaginável, a cannabis simplesmente não tem potencial para excesso mortal. 

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Conforme escreveu um juiz dos Estados Unidos, citando pesquisas médicas, seria necessário consumir cerca de 1.500 libras de cannabis, equivalente a 680 kg, em 15 minutos. 

Comparando com substâncias legalizadas

Compare isso com outras substâncias e drogas cujos perfis de segurança conhecemos bastante. “Overdoses envolvendo opioides mataram quase 47.000 pessoas em 2018, e 32% dessas mortes envolveram opioides prescritos”, de acordo com os Centros de Controle de Doenças. “O uso excessivo de álcool é responsável por mais de 95.000 mortes nos Estados Unidos a cada ano, ou 261 mortes por dia”, de acordo com o CDC.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Dito isso, existe uma overdose de cannabis – mais conhecida como “toxicidade da cannabis”. Mas está longe de ser fatal. Uma overdose de cannabis geralmente leva a sintomas como paranóia temporária, ansiedade, ataques de pânico, aumento da frequência cardíaca e náuseas. Mais ou menos o que muitos podem chamar de “bad trip”.

Considerando que a cannabis é frequentemente usada clinicamente para tratar muitas das mesmas condições que medicamentos potencialmente mortais, como opioides e outros que podem causar efeitos colaterais graves, a cannabis é incrivelmente segura.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Embora os efeitos colaterais do THC possam ser desconfortáveis, o farmacêutico Dr. Melani Kane disse ao The Cannigma no ano passado: “eles não são fatais de nenhuma maneira. É definitivamente a droga mais segura que já administrei.”

Confira outros conteúdos sobre os benefícios da cannabis publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese