I Congresso Sergipano Multidisciplinar de Cannabis para Fins Medicinais na UFS 

Assunto já foi objeto de discussões em renomadas instituições nacionais, incluindo Fiocruz, USP e Unicamp

Publicada em 21/09/2023

capa
Compartilhe:

Por redação Sechat com informções de UFS

No dia 15 de setembro, o Campus de Lagarto da Universidade Federal de Sergipe (UFS) foi palco do I Congresso Sergipano Multidisciplinar de Cannabis para Fins Medicinais. Este evento, idealizado pela egressa do curso de fisioterapia, Michele Menezes, com o apoio do Departamento de Educação em Saúde (DESL), reuniu 220 participantes e se tornou um marco importante na discussão sobre o uso medicinal da cannabis em Sergipe. 

Michele Menezes e chefe do DESL, professora Rosiane Dantas. (Foto: Ana Laura Fairas/ Campus Lagarto)

A iniciativa de Michele em trazer esse evento para Sergipe surgiu após a publicação da Lei nº 9.178, de autoria do deputado estadual Luciano Pimentel, em abril de 2023. Essa lei instituiu a Política Estadual de Cannabis, promovendo a pesquisa científica e a capacitação de profissionais de saúde da rede estadual. Michele observou que havia profissionais em Sergipe com conhecimento e experiência em cannabis para fins terapêuticos e sentiu a necessidade de criar um espaço para o diálogo interdisciplinar sobre o assunto. 

A chefe do DESL, professora Rosiane Dantas, expressou seu contentamento com o evento, destacando a importância de trazer pessoas de várias áreas para discutir essa questão multidisciplinar. 

O vice-diretor do campus, professor Luis Felipe Souza, enfatizou a relevância da abertura ao diálogo e à pesquisa científica, sem preconceitos, estereótipos e com foco na saúde e bem-estar da comunidade. Ele ressaltou que essa abertura e discussão interdisciplinar de novos temas fazem parte do papel de uma instituição pública de ensino, pesquisa e extensão. 

A UFS se destaca ao realizar esse evento sobre cannabis para fins medicinais, juntando-se a outras instituições nacionais de referência, como a Fiocruz, a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A temática da cannabis medicinal é um campo de pesquisa em diversas áreas da saúde. 

Além disso, o Congresso recebeu o apoio da Associação Brasileira de Apoio ao Cultivo e Pesquisa de Cannabis Medicinal (Salvar), da Liga Acadêmica de Endocabinologia de Sergipe e do Movimento Popular em Saúde (Mops). O evento demonstrou o compromisso da UFS em promover o conhecimento e a pesquisa em prol do bem-estar da comunidade e da sociedade em geral.