Segundo pesquisa, 69% dos americanos apoiam a legalização da Cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Em 2019, Quinnipiac descobriu que 60% dos entrevistados queriam acabar com a proibição, portanto, mesmo no período de três anos, o apoio aumentou significativamente (Foto: Tim Mossholder/Pexels)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de Marijuana Moment (Kyle Jaeger)

O apoio nacional à legalização da cannabis atingiu um ponto alto, de acordo com uma nova pesquisa, com 69% dos americanos dizendo que são a favor do fim da proibição.

Isso inclui uma grande maioria de republicanos (62%) também. Na verdade, há um apoio majoritário entre todos os grupos demográficos incluídos na pesquisa, incluindo aqueles com 65 anos ou mais (51%).

>>> Siga o Sechat no INSTAGRAM

A Universidade Quinnipiac, que conduziu a nova pesquisa, tem pesquisado a posição dos americanos sobre a questão desde 2012, e esse é o nível de apoio mais alto até então. Chega em um momento em que várias legislaturas estaduais estão aprovando ou considerando propostas para legalizar e os principais legisladores do Congresso estão no processo de apresentar projetos de lei para legalizar federalmente.

O novo número é 18 pontos percentuais mais alto do que quando os entrevistados foram questionados pela primeira vez sobre suas opiniões sobre a reforma, nove anos atrás.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Uma pesquisa também descobriu que 70% dos eleitores registrados apóiam a legalização, em comparação com apenas 24% que se opõem.

Surpreendentemente, quase duas em cada três pessoas que se identificam como republicanos apóiam a aprovação da mudança. Como tende a ser o caso, os democratas eram os mais propensos a favorecer a legalização, com 78%.

A pesquisa envolveu entrevistas com 1.237 adultos americanos de 8 a 12 de abril. A margem de erro é de +/- 2,8 pontos percentuais.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Em 2019, Quinnipiac descobriu que 60% dos entrevistados queriam acabar com a proibição, portanto, mesmo no período de três anos, o apoio aumentou significativamente. Essa pesquisa anterior também descobriu que 63% são a favor da eliminação dos registros daqueles com condenações anteriores por cannabis e que há um apoio quase universal para a legalização da cannabis medicinal (93%).

Oposição de Joe Biden à mudança

Embora os legisladores estaduais e federais pareçam estar reconhecendo cada vez mais essa mudança bipartidária na opinião pública e elaborando uma legislação, o presidente Joe Biden ainda está entre a minoria que ainda se opõe à legalização do uso adulto.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

O secretário de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse no mês passado que a posição de Biden sobre o assunto “não mudou”. Isso significa que ele ainda se opõe à reforma. No entanto, ele não disse se assinaria ou vetaria um projeto de lei para promulgar a mudança se chegasse em sua mesa.

Mas, em vez disso, o presidente apóia o reescalonamento modesto da planta. Isso descriminalizaria o porte, legalizando, então, a cannabis medicinal, eliminando registros anteriores de maconha e permitindo que os estados definam suas próprias políticas.

Confira outros conteúdos sobre a cannabis nos EUA publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese