Homem mais rico do Brasil, Lemann investe US$ 23 milhões em startup de cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Jorge Paulo Lemann (foto: Wikimedia Commons)

Maior bilionário do Brasil nos últimos 7 anos, segundo a Forbes, Jorge Paulo Lemann disse no ano passado que se sentia um “dinossauro” frente aos novos negócios disruptivos. “Fizemos uma reunião do conselho num restaurante em que havia 200 marcas de cerveja artesanal, nenhuma nossa“. Mas aos 79 anos, o homem mais rico do país segue diversificando os negócios. Nesta quarta-feira (24), a Kraft Heinz, gigante de alimentos que tem Lemann entre seus investidores, anunciou sua entrada no mercado de cannabis.

Seu braço de capital de risco, a Evolv Ventures, liderou uma rodada de financiamento de US$ 23 milhões na startup de tecnologia de cannabis Flowhub. Com sede em Denver (EUA), a empresa atua na área de software de varejo de maconha e fornece dados de conformidade, ponto de venda, rastreamento de inventário e inteligência de negócios para dispensários por meio de uma plataforma digital.

A Evolv Ventures foi criada pela Kraft Heinz no ano passado para investir em empresas emergentes de tecnologia que estão “transformando a indústria de alimentos”, e esse investimento é o terceiro realizado pela Evolv, o primeiro no setor de tecnologia de cannabis.

Resultado de imagem para Flowhub
Startp de cannabis Flowhub

Pois o objetivo principal desse braço de risco é justamente apoiar a Kraft Heinz, dona de marcas como o ketchup Heinz e o cream cheese Pilhadelphia, em acompanhar as tendências da indústria de alimentos e bebidas. E os produtos com infusão de CBD estão ganhando interesse dos consumidores devido aos benefícios funcionais percebidos.

Kyle Sherman, fundador e CEO da Flowhub agradeceu: “com esse investimento, continuaremos automatizando os processos da cadeia de suprimentos, varejo e relatórios de cannabis e lançando no mercado soluções tecnológicas que não estão apenas moldando o negócio de varejo de cannabis, mas também impulsionando o futuro da legalização e desestigmatização”.

AB InBev e produtora canadense de maconha se unem para lançar bebida à base da erva

Essa é a segunda investida de Lemann no setor de cannabis. O bilionário, que tem como principal segmento as bebidas, praticamente não tem mais para onde crescer com a Anheuser-Busch InBev, líder mundial na fabricação de cervejas. Por isso, ele decidiu investir no crescente mercado da maconha legalizada. 

Em dezembro do ano passado, a AB InBev, dona da brasileira Ambev, anunciou uma parceria de pesquisa com a Tilray, produtora canadense de cannabis. As duas companhias estão conduzindo pesquisas em bebidas não alcoólicas feitas com infusão de cannabis. Cada uma das duas vai investir até US$ 50 milhões na parceria, que é restrita ao Canadá.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese