Cannabis é eficaz no tratamento dos sintomas da covid

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Pesquisadores da Universidade da Carolina do Sul acreditam que o THC da maconha pode ser eficaz contra os sintomas causados ​​pelo coronavírus. Essa afirmação tem como base três estudos. Neles, ficou provado que o THC da cannabis ajudou a prevenir uma resposta mortal do sistema imunológico que causa a síndrome respiratória aguda (ARDS) e estimulou bactérias pulmonares saudáveis.

Os estudos foram publicados no Frontiers in Pharmacology, o International Journal of Molecular Sciences e no British Journal of Pharmacology.

>>> Participe do grupo do Sechat no WhatsApp e receba primeiro as notícias

A SDRA (Síndrome de angústia respiratória do adulto) é considerada uma doença séria e potencialmente mortal. Isso porque ela faz com que os pulmões não forneçam oxigênio suficiente para os órgãos do corpo, resultando na entrada de fluidos nos pulmões, agravando a falta de oxigênio nos sistemas internos. Consequentemente, devido à gravidade da doença, a taxa de mortalidade da SDRA é de 38,5%.

>>> Com aumento da demanda por Cannabis pela COVID-19, indústria está pronta para fusões e aquisições

Cannabis reduz inflamação e sintomas da covid

Contudo, quando os cientistas injetaram THC em ratos com SDRA, foi descoberto que a cannabis era eficaz na redução da inflamação e sintomas relacionados. Assim, ao longo dos três estudos que incluíram mais de uma dúzia de experimentos, 100% dos ratos que receberam THC sobreviveram.

“Trabalhamos com cannabis há mais de 20 anos e descobrimos que os canabinoides como o THC são altamente anti-inflamatórios”, disse o coautor do estudo, Prakash Nagarkatti. “Assim, nossos estudos levantam a sugestão empolgante de testar o THC contra a SDRA observada em pacientes com COVID-19.”

>>> Se plantio de Cannabis for aprovado, preço de medicamento no mercado deve ficar 50% mais barato

Quando um paciente com coronavírus sofre de SDRA, o corpo produz citocina para “inundar” o órgão. Assim, essas “tempestades de citocinas” podem causar inflamação de início rápido e fornecer falência de múltiplos órgãos, podendo resultar em morte.

Em contraponto, os pesquisadores da Carolina do Sul descreveram o THC como um “agente anti-inflamatório potente”, que evitou danos pulmonares potenciais. Atualmente, não há medicamentos aprovados pela FDA para tratar a SDRA. Nesta doença, a taxa de mortalidade é próxima a 40%.

Além disso, os estudos sugerem que o THC é altamente eficaz no tratamento da SDRA. Por isso, os ensaios clínicos são essenciais para investigar se isso funciona, declarou o coautor do estudo, Mitzi Nagarkatti.

>>> Atacadista de cânhamo processa cidade de Düsseldorf por proibir venda de CBD

Efeito da cannabis para a covid já havia sido comprovado em Israel

Este é o primeiro trabalho de pesquisadores americanos que aponta positivamente o valor terapêutico da planta de cannabis contra COVID-19. Contudo, estudos anteriores de Israel, já relataram nos primeiros ensaios clínicos que uma combinação de terpenos de cannabis e CBD estavam superando o principal tratamento COVID-19 na redução da inflamação relacionada ao coronavírus.

Fonte: The French Toast, com curadoria e edição de Sechat Conteúdo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese