Em enquete da Câmara, maioria é favorável ao PL 399/2015

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Câmara dos Deputados está realizando uma enquete sobre a percepção das pessoas em relação ao PL 399/2015, que pretende regulamentar o cultivo, processamento, pesquisa, produção e comercialização de produtos à base de Cannabis para fins medicinais e industriais.

Há cinco opções de voto: concordo totalmente, concordo na maior parte, estou indeciso, discordo na maior parte ou, ainda, discordo totalmente. Até às 14h desta quinta-feira (03) a consulta tinha sido respondida por 4.187 pessoas, sendo que 54% (2.278) se mostraram totalmente ou em parte favoráveis ao projeto. Destes a maior parte diz concordar totalmente com a proposta (2.105), e 173 pessoas asseguram que concordam em parte com a proposta. 

>>> Quer participar? Acesse o link para votação no site da Câmara Federal aqui

No lado oposto, 45% dos votantes (1.868) dizem que discordam totalmente do PL 399/2015, enquanto 1% (41) diz que discorda em parte. 

A enquete permite o debate do tema entre os participantes. Um deles afirmou que não há motivo para proibir uma planta que depende das “dádivas de Deus (Terra, luz e água) para crescer”, seja proibida para o uso medicinal. “Não só minha minha mãe que tem epilepsia crônica e é dada como invalidada e não pode trabalhar, como muitas outras pessoas pelo mundo com o uso tenho certeza que irá melhorar 100% para um bem estar maior”, disse Jonatha Bigate. 

>>> Conheça na íntegra o projeto de legalização da Cannabis medicinal e industrial no Brasil

Já Patrícia Coutinho de Lira considera que já existem propostas para atender as famílias que necessitam desta medicação. “Já foi liberado a aprovado pela Anvisa a distribuição e importação da substância para atender estas famílias. O Brasil devido a sua imensa extensão territorial não tem condições de fiscalizar uma produção em massa e os estragos de tal medida seriam irreversíveis. A população não foi consultada sobre tal medida e nem se promoveu um debate sério abordando todos os aspectos e ouvindo todos os lados (contra e à favor)”, disse ela. 

Conheça algumas histórias de superação com Cannabis medicinal:

> “Maconha pra mim é remédio”, diz mãe de criança com Síndrome de Down e autismo

> Bebê desacreditada por médico nasce saudável após gestante usar óleo de Cannabis

> “Depois da cannabis medicinal, minha avó reconheceu o filho pelo nome”, diz neta de idosa com Alzheimer

> “Ela parou de usar fraldas”, conta chefe de gabinete que trata Alzheimer da mãe com Cannabis

> Em tratamento com Cannabis, filha de Fogaça fica pela primeira vez em pé sozinha

> Da cadeira de rodas à prancha de surf! Veja como a Cannabis mudou a vida do pequeno Victor

> “Voltei a viver após o óleo de Cannabis”, diz terapeuta com depressão há 30 anos

> Criança deixa de ter 50 crises de convulsão por dia com o uso da Cannabis

> Parte 1: Mulheres, mães e plantadoras de maconha

> Parte 2: Mulheres, mães e plantadoras de maconha

> Paciente de fibromialgia encontra na Cannabis alívio para suas dores incapacitantes

> Aposentada com Alzheimer deixa cadeira de rodas após tratamento com Cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese