Estudo mostra que o CBD pode melhorar a função da memória

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Pesquisadores da University College London descobriram que uma única dose de CBD aumenta o fluxo sanguíneo para a parte do cérebro associada à função de memória.

Como relatado no Journal of Psychopharmacology, em Agosto, os investigadores descobriram que 600 mg de CBD oral aumenta o fluxo sanguíneo cerebral (CBF) de regiões importantes do cérebro envolvidas no processamento da memória, particularmente no hipocampo.

>>> Sechat apresenta panorama completo e atualizado sobre Cannabis medicinal no Brasil e no mundo

A equipe usou um estudo randomizado, cruzado e duplo-cego no qual 15 jovens adultos saudáveis ​​com pouco ou nenhum histórico de uso de Cannabis receberam CBD ou um placebo. Usando uma técnica de ressonância magnética chamada de rotulagem de spin arterial, que mede as mudanças nos níveis de oxigênio no sangue, os pesquisadores mostraram um aumento significativo do FSC no hipocampo. 

A função da memória operacional foi avaliada pedindo aos sujeitos do teste que contassem para a frente ou para trás em quantidades aleatórias, e a memória episódica foi testada com uma tarefa de evocação em prosa.

Embora não tenha havido diferenças no desempenho das tarefas de memória, os aumentos induzidos pelo CBD no CBF do hipocampo foram associados com o tempo de reação reduzido em algumas das tarefas de memória relacionadas à contagem regressiva. 

>>> Mais de 1 milhão de adultos no Reino Unido podem ter o cartão de Cannabis medicinal

Os pesquisadores concluíram que a descoberta pode apontar usos para o CBD para uma série de condições associadas ao processamento de memória alterada, incluindo doença de Alzheimer, esquizofrenia, transtorno de estresse pós-traumático e transtornos por uso de Cannabis.

“Se replicados, esses resultados podem levar a pesquisas adicionais em uma série de condições caracterizadas por mudanças na forma como o cérebro processa as memórias”, disse o principal autor do estudo, Dr. Michael Bloomfield.

Fonte: informações do site Marijuana Business Daily

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese