O que acontece se um cachorro comer maconha: nós lhe dizemos o que fazer

Os cães podem sentir os efeitos da cannabis?

Publicada em 30/01/2024

capa
Compartilhe:

A preocupação sobre o que fazer caso um cachorro use maconha é cada vez mais relevante devido à crescente legalização e disponibilidade desta substância. Os cães, assim como outros animais, possuem o sistema endocanabinoide, mas reagem de maneira diferente e geralmente mais intensa ao THC em comparação aos humanos. Este fato é crucial, uma vez que o THC é o principal componente psicoativo da maconha. 

Os cães podem sentir os efeitos da cannabis?

Sim, os cães podem experimentar efeitos intensos e potencialmente perigosos devido ao maior número de receptores canabinoides no cérebro em comparação com os humanos.

Os sintomas de envenenamento em cães podem incluir vômitos, pupilas dilatadas, incontinência, salivação excessiva, falta de coordenação, tontura, hipotermia, frequência cardíaca reduzida, estupor, sensibilidade à luz e ao som, vocalizações como ganidos e latidos e, em alguns casos, sintomas graves como agitação, agressividade, respiração rápida, pressão arterial baixa, hiperexcitabilidade, convulsões e até coma.

Quanto tempo duram os efeitos?

Os efeitos em cães podem durar de 1 a 3 dias, com duração média de 24 horas. Em casos de ingestão de grandes quantidades de cannabis, a recuperação pode demorar até 5 dias.

O THC é tóxico para cães?

O THC pode ser tóxico para os cães, especialmente devido ao elevado número de receptores CB1 nos seus cérebros. No entanto, as mortes são extremamente raras.

A  dose letal oral de THC para cães é muito elevada, mais de 3 gramas por quilograma de peso corporal. Ainda assim, tome cuidado com alimentos que contenham outros ingredientes tóxicos para cães, como chocolate, cafeína, passas, abacate, manteiga, nozes e certos adoçantes artificiais, como o xilitol.

O que fazer se um cachorro consumir maconha?

Fique calmo para evitar erros e aumentar o estresse do cão.
Tente determinar o que, quando e quanto seu cão consumiu.
Leve seu cão ao veterinário, principalmente se não tiver certeza da quantidade consumida.
Reduza estímulos como ruídos e luzes para manter o cão calmo.
Seja honesto com a equipe veterinária sobre o que aconteceu.

O que acontece com outros animais?

Gatos e outros animais de estimação, embora sejam menos propensos a usar maconha devido aos seus hábitos alimentares mais seletivos, também podem sentir efeitos desagradáveis ​​se a consumirem.

A pesquisa nesta área é limitada, mas sintomas semelhantes aos dos cães foram observados em gatos expostos à fumaça de cannabis.

Recuperação e Prevenção

Após a recuperação, é fundamental tomar medidas para evitar que o incidente se repita. Isso inclui armazenar maconha com segurança e quaisquer alimentos que contenham cannabis, bem como fumar em áreas bem ventiladas, longe de animais de estimação.

Embora os cães e outros animais de estimação possuam sistema endocanabinoide semelhante ao dos humanos, a sua resposta ao THC é significativamente mais intensa, podendo ser perigosa. O atendimento veterinário imediato é fundamental em caso de ingestão de cannabis, e a prevenção é a melhor estratégia para garantir a segurança do animal de estimação.
 

notícias globais