Pragas na plantação de cânhamo: um desafio complexo

Estudo revelam mais de 250 espécies de pragas que ameaçam cultivos da subespécie de cannabis em todo mundo

Publicada em 07/02/2024

capa
Compartilhe:

Diagnosticar e controlar pragas pode representar um desafio para o cultivo de qualquer espécie de planta e, com a cannabis, não é diferente. De acordo com uma equipe de pesquisadores norte-americanos, cerca de 250 insetos já foram relatados em plantações de cânhamo, subespécie da planta, por todo mundo. 

A investigação, que revisou estudos existentes, analisou relatos de artrópodes (insetos e aracnídeos) e moluscos (caracóis e lesmas) em cultivos internos e externos. O objetivo primário da pesquisa, foi ajudar agentes de extensão, produtores, reguladores e pesquisadores do estado da Florida (EUA) na exploração e inspeção do cânhamo. Por lá, cerca de 105 espécies foram catalogadas, pertencendo a 86 gêneros, 41 famílias, 10 ordens e 2 filos associados ao cânhamo, segundo o relatório. 

broad-mite-hemp.jpg
O ácaro largo (Polyphagotarsonemus latus) foi relatado no cânhamo pela primeira vez em um novo estudo publicado em dezembro de 2023 no Journal of Integrated Pest Management. (Fotos de Zee Ahmed, e Lance Osborne)

O autor do estudo Muhammad Z. Ahmed, entomologista e pesquisador do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), escreveu que como uma grande diversidade de espécies infesta as plantas de cânhamo, os sintomas dos danos podem ser muito confusos, por isso, o relatório inclui uma chave para ajudar os produtores e especialistas agrícolas a distinguirem entre “pragas” e “não-pragas” além de a identificar suas fases de vida. 

“Isso nos permitirá elaborar estratégias para o manejo e ajudar a prevenir danos econômicos à indústria do cânhamo”, conclui Ahmed. 

Com a variedade de usos comerciais do cânhamo, é crucial proteger todas as partes da planta. Assim, o relatório, coautorado por Cindy McKenzie, também entomologista pesquisadora do USDA, e Lance Osborne, professor de entomologia da Universidade da Flórida, visa fornecer orientações para o manejo eficaz de pragas, ajudando a evitar danos econômicos significativos à indústria não só na Flórida, mas em todo mundo.

Mundo