Primeiro documentário sobre Cannabis do mercado brasileiro marca reabertura de fundo de investimento

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Em sua participação no documentário, o neurocirurgião também aborda o preconceito e o tabu em torno do tema cannabis (Foto: Documentário “Cannabis Act: O decreto de bilhões de dólares)

Caroline Vaz (texto) / Charles Vilela (edição)

Recentemente, a plataforma de investimentos Vitreo lançou o “Cannabis Act: O decreto de bilhões de dólares”, seu primeiro documentário sobre o mercado da cannabis que marca a reabertura do fundo Canabidiol Light. Um dos convidados do segundo episódio do documentário, que é apresentado em três partes, é o Dr. Pedro Pierro, neurocirurgião e diretor-científico do Sechat.

Segundo o Dr. Pierro, a cannabis é uma excelente ferramenta terapêutica que pode ser utilizada para diversas doenças. “Ainda precisamos de estudos, avançar e aprofundar nesse conhecimento, mas o que temos hoje nos traz muita segurança para (o tratamento de) doenças as quais a gente já tem essa expertise, como epilepsia, Mal de Parkinson, dor crônica, Alzheimer, e outras.”

>>> Assista o documentário (link externo)

Em sua participação no documentário, o neurocirurgião também aborda o preconceito e o tabu em torno do tema cannabis. Para ele, a planta não faz mal. Contudo, o que se deve observar é o uso de forma correta. “O maior mito é que a cannabis é nossa inimiga”, afirma. 

>>> Siga o Sechat no INSTAGRAM

Além do Dr. Pedro Pierro, outros nomes que são referência no setor participam do documentário, entre eles o presidente e CEO da farmacêutica Verdemed, que tem sede no Canadá, Jose Bacellar; a fundadora e CEO da Dr. Cannabis, Viviane Sedola, e a jornalista criadora do blog Cannabis Inc. publicado na Folha de São Paulo, Valéria França. 

O nome do documentário faz referência ao ao SAFE Banking Act, medida que tramita no Senado americano e que permitiria que bancos e outras instituições financeiras atendessem empresas de Cannabis legais sem correr o risco de sofrerem punições federais. Segundo o CIO da Vitreo, Jojo Wachsmann, este é o melhor momento para começar a investir no setor que já movimenta bilhões de dólares, e com a aprovação do SAFE Banking Act, movimentará ainda mais. 

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

A importância da cannabis medicinal para os negócios

De empregos à arrecadação de impostos e investimentos, a indústria da cannabis tem um grande – e crescente – impacto na economia mundial, principalmente dos Estados Unidos. 

O impacto econômico total das vendas de maconha nos EUA em 2021 deverá chegar a 92 bilhões de dólares – mais de 30% em relação ao ano passado – e mais de 160 bilhões de dólares em 2025, de acordo com a análise do MJBizFactbook.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Apenas no estado do Colorado, as vendas de cannabis ultrapassaram a marca de meio bilhão de dólares no primeiro trimestre de 2021, segundo o Departamento de Receita do estado. Já na Califórnia, os lucros do mercado da cannabis também são significativos. Em 2020, o estado viu um aumento de 57% das vendas em relação a 2019, atingindo um mercado de 4.4 bilhões de dólares no ano passado, como mostrado no documentário da Vitreo.

O fundo de investimentos da Vitreo

Segundo a Vitreo, o fundo Canabidiol Light, destinado ao investidor de varejo, que estava fechado para captação, passou por algumas mudanças. Agora, o fundo se chama Cannabis Ativo e possui o diferencial da gestão ativa, que pode alcançar resultados mais expressivos. Entretanto, como destacado por Wachsmann, nenhum retorno pode ser garantido e todo investimento possui seus riscos.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

O produto é acessível para o público em geral, tem investimento inicial de mil reais, taxa de administração total de 0,72% ao ano e não cobra taxa de performance. A carteira do fundo é inspirada nas ideias do relatório “Green Rider” da Empiricus, a maior casa de research independente do Brasil, e tem a alocação indireta de 80% em ETFs de cannabis e 20% do fundo Canabidiol, como afirma a corretora de investimentos.

Confira outros conteúdos sobre o mercado da cannabis publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese