Canadense Canopy Growth anuncia demissão de CEO

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A produtora canadense de cannabis Canopy Growth anunciou na última quarta-feira (3) a saída de Bruce Linton como co-executivo-chefe. De acordo com analistas do mercado, a atitude foi uma surpresa e pode estar ligada a maus resultados financeiros da empresa. Com isso, Linton deixou o cargo e o co-CEO.

Mark Zekulin será o único executivo-chefe enquanto o conselho procura uma nova pessoa para o cargo. 

“A diretoria decidiu hoje, e eu concordei, minha vez acabou”, justificou Linton em um comunicado.

Ele passou mais de 5 anos construindo o que, atualmente, é a maior empresa de maconha do mundo. Por outro lado, a Canopy informou recentemente um prejuízo trimestral de 98 milhões de dólares canadenses (US$ 70 milhões), o que representa um déficit muito pior do que os analistas esperavam. A expectativa é atingir uma receita de US$ 1 bilhão em 2020.

O vice-presidente sênior de Assuntos Públicos Globais e chefe, Rod Elliot, argumenta que a saída de Linton faz parte de uma indústria que enfrenta um rápido crescimento.

“Neste ponto, é importante lembrar que o Canadá é atualmente composto por 180 empresas iniciantes/ em expansão, e vamos ver algumas dificuldades de crescimento no setor, já que essas empresas tentam executar seus planos de negócios e começam a gerar receitas e vendas reais de cannabis para os consumidores de maconha medicinal e recreativa”, declarou ele ao Marijuana Business Daily.

O problema é que o volume de vendas não aumentou depois que o Canadá legalizou a maconha recreativa em outubro passado, o que se deve em parte à falta de vitrines em lugares como Ontário.

Foto: Reprodução/ Bloomberg

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese