Consumo de cannabis em adolescentes cai 10% após legalização nos EUA

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um estudo recente dos EUA demostrou que o consumo de cannabis em adolescentes caiu em média 10% nos estados em que o uso recreativo do planta está legalizado, em comparação com aqueles em que o remédio continua proibido.

pesquisa da Universidade Estadual de Montana descobriu que ficou mais difícil para os jovens se apropriarem da substância quando vendida a partir de dispensários licenciados, ou seja, onde a identidade é exigida por lei, uma vez que os negociantes ilegais foram quase anulados.

O Instituto Adam Smith solicitou que a maconha seja vendida em farmácias para ajudar a reduzir o crime.

“A legalização da cannabis não só destruiria as gangues criminosas que estão alimentando o crime com facas e explorando crianças pequenas – mas também proporcionou a oportunidade de limitar o uso de drogas por menores de idade. Os traficantes de drogas não pedem identificação. É bom ver ainda mais evidências de que os mercados legais de cannabis reduzem o número de crianças que compram ervas daninhas”, diz o comunicado.

Além disso, o Instituto afirma que “a cada segundo que o governo se recusa a mudar sua abordagem fracassada, mais crianças se apegam ao skunk de alta resistência e são exploradas por criminosos. Está na hora de dar luz verde à cannabis legal.”

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese