Empregos no setor de cannabis crescem quase 35% nos EUA

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Créditos de imagem: Pexels/Andrea Piacquadio)

Por Jacqueline Passos

No último dia 23, a Leafly, em conjunto com a Whitney Economics, divulgou o relatório anual de empregos de 2022. De acordo com os dados, havia 428.059 posições em período integral foram apoiadas pela indústria legal da cannabis em janeiro do mesmo ano. Um aumento de aproximadamente 33% em relação a 2021, quando haviam 321.000 empregos. 

É o quinto ano consecutivo que as posições de trabalho crescem na indústria canábica americana. Em 2017, primeiro ano que o relatório foi divulgado, eram 122.800 postos de trabalho, em 2018, 149.300, em 2019,  211.000 e em 2020, 243.700. 

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

As vagas do mercado também são bem diversas e vão desde trabalhos de “toque nas plantas”, como cultivo e vendas no varejo, até trabalhos auxiliares, como contabilidade, assuntos jurídicos, segurança ou construção.

Só em 2021,  a indústria de cannabis americana vendeu quase US$ 25 bilhões em produtos e criou mais de 107.000 novos empregos. Segundo a Leafly, nenhuma outra indústria alcançou isso no país. 

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

No entanto, apesar dos números de faturamento impressionantes, os “US$ 25 bilhões representam apenas cerca de 25% do mercado potencial total de cannabis nos EUA”, diz o relatório. O documento ainda ressalta que 75% da demanda da indústria da cannabis está sendo atendida pelo cultivo e vendas ilegais, e estima-se que até 2025, a indústria da cannabis possa valer até US $ 45 bilhões.

Ainda de acordo com a empresa, “no ano passado, a indústria legal de cannabis da América criou mais de 280 novos empregos todos os dias. Em 2021, alguém foi contratado para um trabalho apoiado por cannabis a cada dois minutos do dia de trabalho.”. Em outras palavras, hoje há três vezes mais trabalhadores de cannabis do que dentistas nos EUA.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal 

O documento ainda traz uma análise detalhada para cada estado do país e também detalha os 10 principais mercados de cannabis para empregos, que são:

  1. Califórnia
  2. Colorado
  3. Michigan
  4. Illinois
  5. Massachusetts
  6. Pensilvânia (somente médico)
  7. Flórida (somente médico)
  8. Arizona
  9. Washington 
  10. Oregon 

E o Brasil?

No Brasil, o setor pode chegar ao faturamento de RS 4,7 bilhões no país em três anos, segundo a empresa de pesquisas New Frontier Data. Quanto aos empregos, de acordo com a Kaya Mind, 328 mil empregos podem ser gerados por este mercado após o quarto ano da sua regulamentação brasileira – algo que ainda não aconteceu. Mesmo sem uma legislação federal, o mercado já emprega muitas pessoas no Brasil, nos diversos setores e áreas. Este portal, inclusive, divulga vagas de emprego todos os domingos, em parceria com o site Cannabis Empregos. Se você quer participar da indústria que mais cresce no mundo, veja as vagas aqui

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese