Instituto de Tecnologia do Paraná anuncia edital para parcerias na produção de fármacos à base de cannabis 

Explorando novas fronteiras tecnológicas para o bem-estar da sociedade

Publicada em 20/10/2023

capa
Compartilhe:

Por João Negromonte com informações de Agência Estadual de Notícias do Paraná

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) está liderando uma iniciativa inovadora para impulsionar a produção de fármacos à base de cannabis, convidando parceiros em potencial a unir forças na busca por atualizações tecnológicas que possam aprimorar a indústria de medicamentos à base da planta. 

Abrindo as portas para parcerias 

Por meio de um chamamento público, o instituto convida interessados a compartilhar suas tecnologias para a produção de fármacos de cannabis em colaboração com a instituição. Esta iniciativa visa explorar as inovações que possam estar disponíveis no mercado, levando a uma produção mais eficiente e eficaz desses medicamentos. A abertura das propostas está programada para 10 de janeiro de 2024, marcando um importante passo no avanço da indústria de cannabis medicinal. 

No final de 2022, o Tecpar assinou um acordo de cooperação técnica com três empresas qualificadas no primeiro edital: AuraPharma, VerdeMed e PucMed. Como parte do planejamento estratégico, a instituição se compromete a atender a demanda do Sistema Único de Saúde (SUS) por medicamentos à base de cannabis. Portanto, o novo edital busca fortalecer ainda mais essas parcerias e preparar-se para uma demanda crescente. 

Frentes de colaboração 

O edital oferece oportunidades para parcerias em três áreas principais: 

  • Transferência de Tecnologia para Fabricação e Comercialização: Parceiros podem se envolver na transferência e internalização de tecnologia para fabricar e comercializar produtos à base de Cannabis, em conformidade com a RDC nº 327/2019 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

  • Registro de Produtos: Outra frente envolve a transferência de tecnologia para o registro de produtos à base de Cannabis junto à Anvisa em nome do Tecpar, com foco na indicação terapêutica da epilepsia. 

  • Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I): Há também a possibilidade de participação conjunta em projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, desde a concepção até as etapas finais de produção, abrangendo o uso medicinal da Cannabis para fins terapêuticos. 

Esta iniciativa é um passo significativo na expansão do conhecimento e da capacidade de produção de medicamentos à base de Cannabis no Brasil. Com o apoio de novos parceiros, o Tecpar estará preparado para o caminho na oferta de tratamentos médicos baseados nessa planta versátil e promissora. O futuro da saúde no Brasil se anuncia mais brilhante e acessível graças a esta colaboração inovadora.