Mercado de cânhamo oferece oportunidades de crescimento para o gás propano

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A National Propane Gas Association (NPGA) organizou um webinar chamado “O cânhamo e a indústria do propano: o que você precisa saber”, para educar os membros da indústria sobre o uso potencial de propano para o cultivo de cânhamo.

Twana Aiken, gerente de assuntos regulatórios da NPGA, compartilhou pesquisas sobre o crescente mercado de cânhamo e as oportunidades que ele apresenta para os varejistas de propano.

Derivados de Cannabis

De acordo com Aiken, a Farm Bill de 2014 foi o primeiro ato legislativo que permitiu o cultivo de cânhamo. Depois disso, o cânhamo industrial tornou-se legal no nível federal e foi considerado uma “commodity agrícola”, explica Aiken.

>>> Mercado de canabidiol deve valer mais de US $ 89 bilhões até 2026

Existem dois tipos de Cannabis, diz Aiken: Cannabis indica e Cannabis sativa L.

Cannabis sativa L., que é conhecido como cânhamo industrial, contém 0,3 por cento ou menos de THC, mais canabidiol (CBD) e não tem os mesmos efeitos químicos do THC.

Cannabis indica, mais conhecida como maconha, tem uma concentração maior de THC e causa o efeito de “intoxicação” associado ao uso adulto.

O cânhamo também é colhido para o óleo de semente de fibra e usado em uma variedade de produtos, de cosméticos e loções a meias e tecidos.

Uso de propano na agricultura de cânhamo

Uma das principais oportunidades do propano para se integrar ao mercado de cânhamo é por meio da secagem da safra.

Um aquecedor de propano de 100.000 Btus pode secar de 750 a mil alqueires de cânhamo em um período de 24 a 48 horas. O plantio inicial da safra normalmente ocorre entre meados de maio e início de junho, e a colheita é feita no início de outubro.

Outra forma de o propano entrar no mercado é através do aquecimento de estufas. Embora existam fazendas tradicionais para o cultivo de cânhamo, muitos agricultores optam por cultivar a cultura em estufas para controlar e manter temperaturas consistentes. Os comerciantes de propano têm a oportunidade de fazer a manutenção dessas estufas para fins de aquecimento.

O propano também pode ser usado no processo de extração para recuperar o óleo CBD da planta do cânhamo, que é um componente não psicoativo do cânhamo, diz Aiken.

Regras e regulamentos

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) é a principal agência que fiscaliza a produção de cânhamo.

Em julho, 25 estados tinham programas de produção de cânhamo aprovados pelo USDA. A Administração de Segurança e Saúde Ocupacional mantém os processadores de cânhamo de acordo com os padrões gerais da indústria em relação a comunicações de perigo, bloqueio/etiquetagem, proteção respiratória, caminhões industriais motorizados e proteção de máquina.

>>> Por que o mercado de CBD está explodindo?

Atualmente, os governos estaduais exigem que os produtores e processadores de cânhamo obtenham uma licença, que varia de acordo com o estado, diz Aiken.

Aiken diz que os varejistas de propano não são obrigados por lei a verificarem a licença de um agricultor de cânhamo, mas ela sugere que eles confirmem se a operação em que estão interessados ​​em atender é legítima.

Preocupações dos varejistas

De acordo com Aiken, os técnicos de propano não correm o risco de exposição ao THC ao cuidar de um campo de cânhamo.

“Os regulamentos do USDA garantem que qualquer cânhamo com mais de 0,3% de THC seja destruído”, diz. “Para os técnicos de propano serem expostos ao THC em plantas de cânhamo, ele teria que ser aquecido ou ativado por outros meios químicos. Portanto, se houvesse THC no cânhamo e se esse THC entrasse na sua pele ou fosse inalado, não causaria risco porque não é ativado.”

>>> Quem é quem no mercado de ações da Cannabis

Ela também observa que a exposição ao THC durante o processo de secagem da colheita por meio de inalação ou exposição da pele não é uma preocupação, conforme sugere a pesquisa. Os varejistas que ainda têm preocupações podem usar uma máscara N95.

“Para os comerciantes de propano que estão entregando o combustível, nenhum tipo adicional ou especial de equipamento de proteção individual é necessário além do que é normalmente exigido.”

Fonte: informações do site LPGas

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese