Valorização da Cannabis até maio foi 15,42%

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Primeira empresa a lançar produtos de investimentos de Cannabis para brasileiros, a Vitreo publicou o balanço do primeiro semestre. O acumulado foi de 15,42% até o fim de maio. Destaca-se os meses de abril e maio, com altas de 18,20% e 18,29%.

A empresa oferece dois fundos. O Canabidiol FIA IE e o Canabidiol Light. O primeiro é destinado a investidores qualificados (com mais de R$ 1 milhão de aplicações), que desejam colocar o dinheiro em empresas do setor listadas no mercados de ações no exterior. Já o Ligth não tem público definido. As aplicações acontecem a partir de R$ 5 mil.

“Há vários motivos que levaram a esta alta”, diz George Wachsmann, CIO da Vítreo. “A Cannabis está vendendo mais do que antes. Durante a pandemia, em alguns países, ela foi considerada um serviço essencial. Além disso, o mercado facilitou a compra com cartão de crédito. Houve também a instalação do serviço delivery.”

Apesar dos bons números, a bolsa em geral está muito volátil. “Na última quinta-feira (11), as ações de todos os setores caíram com a possibilidade da segunda onda da pandemia”, diz Wachsmann. Segundo ele, mesmo com toda a instabilidade, o Canabidiol é um fundo para colher frutos no futuro, assim como a internet ainda era uma aposta no início dos anos 2000.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese