Estudo: moléculas de semente de cânhamo exercem atividade anti-inflamatória em células hepáticas humanas

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Imagem: Freepik)

Por João R. Negromonte

Publicado na American Chemical Society (ACS), tido como a maior sociedade científica do mundo, com mais de 160 mil membros, o recente estudo mostra que peptídeos (moléculas formadas pela ligação de dois ou mais aminoácidos que compõem as proteínas) da semente de cânhamo podem prevenir doenças hepáticas, como a esteatohepatite não alcoólica, caracterizada pela inflamação e estresse oxidativo do fígado. 

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Os pesquisadores descobriram que os peptídeos H2 e H3, presentes nas sementes de cânhamo, possuem grande capacidade anti-inflamatória e antioxidante em um modelo HepG2, frequentemente utilizados em testes in vitro de respostas biológicas do fígado humano. 

O objetivo do estudo foi observar como as moléculas de cânhamo se comportam em contato com a proteína NF-kB, uma das responsáveis por atenuar os efeitos inflamatórios do fígado. Assim, ao promover tal estímulo, em condições semelhantes ao funcionamento do corpo humano, os cientistas puderam observar que os compostos derivados da espécie de cannabis com baixo teor de THC, foram capazes de reduzir significativamente os níveis da proteína, isto é, juntos, os peptídeos (H2 e H3) diminuíram em 14,7% da capacidade inflamatória da proteína. 

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Segundo o estudo: “Como o aumento do estresse oxidativo é sempre acompanhado por um processo inflamatório, foi interessante estudar a capacidade imunomoduladora desses dois peptídeos da semente de cânhamo no mesmo sistema celular que, previamente demonstrou ser seguro do ponto de vista citotóxico e também eficaz para a atividade antioxidante.”

Os pesquisadores destacam que mais estudos, principalmente testes em animais e humanos, são necessários para comprovar tal eficácia, mas os resultados preliminares são animadores do ponto de vista científico. 

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal  

Veja também:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese