Indústria de Cannabis medicinal se prepara para impulsionar a economia tailandesa

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Cannabis medicinal será elevada ao status de cultura econômica na Tailândia e exportada para todo o mundo, de acordo com um subcomitê do governo que estuda o projeto de lei sobre o cultivo de Cannabis e cânhamo tailandês.

O subcomitê disse que os agricultores tailandeses também deveriam ter acesso a ambas as sementes de Cannabis comerciais certificadas e ser capazes de gerar seus próprios estoques de sementes, disse Weerachai na Nakorn, consultor de uma empresa comunitária de Cannabis na província de Buriram.

>>> Cannabis atenua a devastação econômica durante a pandemia na América Latina

O governo concordou em promover a maconha medicinal tailandesa nos mercados asiático, europeu e americano, acrescentou Nakorn, falando em um seminário organizado pela empresa comunitária de Cannabis Play La Ploen no nordeste da província.

Grandes áreas da Tailândia são adequadas para o cultivo de Cannabis medicinal, o que aumentará significativamente a renda do setor agrícola e industrial associado, de acordo com estudos realizados, que foi legalizada no ano passado.

No entanto, a Tailândia atualmente tem apenas quatro cultivares de Cannabis (RPF1-4) e precisa desenvolver mais variedades para apoiar a produção industrial, disse Weerachai.

>>> Legisladores de Nova York pedem reforma da maconha para impulsionar economia pós-pandemia

Cada cânhamo é diferente e tem características únicas e é adequado a uma geografia específica, acrescentou. Alguns são mais fibrosos, alguns produzem muitas sementes e alguns são ricos em canabidiol e compostos relacionados.

A empresa Play La Ploen está colaborando com a Organização Farmacêutica do Governo em um projeto piloto de agricultura por contrato para cultivar maconha medicinal com alto teor de CBD e construir uma rede de produtores comunitários.

O projeto piloto está cultivando duas linhagens, uma tailandesa e uma estrangeira, disse Thanaporn Pornsangkul, cientista da empresa comunitária Play La Ploen. O objetivo é produzir drogas de maconha para mais de 20 hospitais do nordeste em Nakhon Ratchasima, Chaiyaphum, Buriram e Surin.

Fonte: informações do site The Nation Thailand

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese