Merck entra no setor da Cannabis medicinal

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Valéria França

Nesta sexta-feira (10), o Laboratório Merck confirmou parceria com a aceleradora The Green Hub, especializada em negócios de Cannabis. O objetivo é desenvolver uma ferramenta educacional, colaborando para a democratização da informação sobre os efeitos da planta sobre a saúde das pessoas. A Merck tem como um dos pilares a inovação e o bem-estar.

Outra meta da parceria é o desenvolvimento de um novo negócio, que não foi divulgado ainda. Outra informação não revelada é o montante da parceria.

Fundada em 1668 na Alemanha, ela é uma das mais antigas farmacêuticas em funcionamento no mundo. No Brasil está há nove décadas.

A entrada da Merck no setor da Cannabis é um marco. Trata-se do primeiro grande laboratório farmacêutico a abraçar este mercado brasileiro ainda em formação.

“A participação da Merck dará peso econômico. Quando os big players começam a entrar no jogo, há um efeito dominó, capaz até de influenciar nas questões legislativas do país”, diz Alex Lucena, diretor de empreendedorismo e inovações da The Green Hub.

Ainda não se sabe se a Merck tem um medicamento novo no forno. Se tiver, não terá problemas com os trâmites na Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária)– porque conhece muito bem o caminho a ser trilhado–, nem com a distribuição nacional. Aguardemos mais notícias.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES
ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese