México regulamenta a Cannabis Medicinal

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Este é um grande passo em uma reforma mais ampla para criar o maior mercado legal de cannabis do mundo no país latino-americano (Foto: Hugo Entrepreneur/Pexels)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de Reuters

O ministério da saúde do México publicou ontem (12) regras para regular o uso de Cannabis Medicinal no país. Sobretudo, este é um grande passo em uma reforma mais ampla para criar o maior mercado legal de cannabis do mundo no país latino-americano.

O novo regulamento foi assinado pelo presidente Andrés Manuel López Obrador. Agora, será permitido que as empresas farmacêuticas comecem a fazer pesquisas médicas sobre produtos de cannabis.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

A reforma da cannabis em andamento inclui, também, o uso adulto da planta. Além disso, será criado o que seria o maior mercado nacional de cannabis do mundo em termos de população.

As novas regras que as empresas estatais que desejam realizar pesquisas devem seguir é a obtenção de permissão do regulador de saúde mexicano, COFEPRIS. Além do mais, a pesquisa deve ser realizada em laboratórios independentes e estritamente controlados.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

“O padrão da regulamentação é muito, muito alto”, disse Luisa Conesa, uma advogada e ativista pró-cannabis. Anteriormente, Conesa liderou os desafios legais que levaram à descriminalização da cannabis medicinal.

“O regulamento não se destina a pacientes que cultivam a sua própria cannabis. Mas sim a empresas farmacêuticas que produzem derivados farmacêuticos de cannabis classificados como substâncias controladas que necessitam de receita médica”, afirmou Conesa.

O regulamento também estabelece regras para a semeadura, cultivo e colheita de cannabis para fins medicinais. Ou seja, permitiria às empresas cultivá-la legalmente em solo mexicano.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Interesse estrangeiro

Algumas importações de plantas de cannabis são permitidas para empresas que desejam criar produtos. Porém, as exportações de cannabis cultivada no México são proibidas.

Empresas estrangeiras do Canadá e dos Estados Unidos têm olhado para o México com interesse. Todavia, muitos atrasaram a tomada de decisões de investimento devido à incerteza da política e aguardavam a publicação do regulamento final.

>>> Sechat divulga gratuitamente serviços de 118 médicos prescritores de Cannabis Medicinal

Os legisladores mexicanos também estão nos estágios finais de legalização do uso adulto da maconha. A princípio, o projeto de lei deve ser aprovado em breve no Congresso.

A legislação marca uma grande mudança em um país atormentado por anos pela violência entre cartéis de drogas rivais. Há muito, estes cartéis ganham milhões de dólares cultivando maconha ilegalmente e contrabandeando-a para os Estados Unidos.

Confira outros conteúdos sobre a cannabis no México publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese