No Canadá, novas regras permitem produtos comestíveis de cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Foto: Pinterest)

Depois da legalização da maconha no Canadá, o cenário desta planta sofreu uma explosão e se tornou um importante impulsionador do mercado global. No começo, o país enfrentou pesadas barreiras legais, o que dificultou o crescimento, já que o governo federal impôs restrições para manter o mercado regulado. Porém, as leis regulatórias estão começando a afrouxar à medida que mais províncias aprovam licenças de operação.

Em junho de 2019, o Governo do Canadá anunciou emendas aos regulamentos sobre cannabis, os quais estabeleciam regras que regem a produção legal e a venda da erva e extratos. Segundo a abordagem de saúde pública do governo federal à legalização e regulamentação estrita da cannabis, os regulamentos alterados buscam reduzir os riscos à saúde de produtos comestíveis e derivados de cannabis, os quais foram rigidamente pesquisados antes.

Conforme exigido pela Lei da Cannabis, os regulamentos alterados entrarão em vigor em 17 de outubro de 2019, entretanto, levará algum tempo, após essa data, antes que novos produtos de cannabis estejam disponíveis para compra.

O processo funciona assim: os titulares de licenças federais precisarão notificar a Health Canada (com 60 dias de antecedência) de sua intenção de vender novos produtos, como atualmente exigido, e ainda precisarão de tempo para se familiarizarem com os novos regulamentos e comprar outros produtos.

“Os regulamentos alterados são o próximo passo em nosso processo para reduzir os riscos para a saúde pública e a segurança da maconha comestível, extratos e extratos de cannabis e tópicos de maconha e deslocar o mercado ilegal para esses produtos. produtos no Canadá. Estamos empenhados em trabalhar em estreita colaboração com as províncias e territórios, bem como com a indústria, nas próximas semanas, para nos prepararmos para a implementação efetiva desses novos regulamentos”, destaca Bill Blair, Ministro de Segurança de Fronteiras e Redução do Crime Organizado.

É estimado que esta aprovação introduza produtos à base de maconha, como óleos, tinturas, produtos comestíveis e concentrados no mercado canadense. De acordo com dados compilados pela Arcview Market Research e BDS Analytics, os gastos legais com cannabis no Canadá devem crescer (assim como a geração de empregos), de US $ 56 milhões em 2018 para quase US $ 5,2 bilhões até 2024.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese