Panamá está avaliando a regulamentação do cânhamo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
O governo, com o apoio do parlamento, quer promover o estudo e a pesquisa do cânhamo para aumentar o conhecimento científico sobre os seus derivados, usos industriais, médicos e nutricionais (Foto: Reprodução/El Siglo/Cortesía /MINSA)

Os membros da Comissão de Comércio e Assuntos Econômicos da Assembleia Nacional concordaram em formar uma mesa técnica para regular todas as contribuições em relação ao projeto de lei 323 que promove o desenvolvimento agroindustrial do cânhamo. A proposta será discutida no final de novembro.

Um dos principais objetivos seria promover o estudo e a pesquisa do cânhamo que permitisse aumentar o conhecimento científico sobre os seus derivados, usos industriais, médicos e nutricionais.

>>> Sechat confirma para 2021 o maior evento sobre Cannabis Medicinal no Brasil

O ministro da Saúde Luís Francisco Sucre, em conjunto com o vice-ministro do Comércio Exterior Juan Carlos Sosa e o vice-ministro do Desenvolvimento Agrário, Carlo Rognoni, reuniram-se recentemente com os deputados Crispiano Adames e Ricardo Torres, membros da referida comissão, que abordaram este projeto de lei.

O ministro Sucre sugeriu que o projeto de lei seja avaliado, analisado por todas as partes e que o Ministério da Saúde (MINSA) tenha interesse na regulamentação dos produtos derivados da cannabis, principalmente por estarem relacionados ao consumo humano. Ele explicou ainda que o cânhamo é um produto utilizado em muitos países para fins medicinais e que tem demonstrado um impacto positivo na saúde dos pacientes.

>>> CBD solúvel em água: porque nem todos os produtos são feitos da mesma maneira

“É um bom projeto tanto para a saúde como para o comércio e a agricultura. O MINSA tem de participar em tudo o que diz respeito à área”, disse Sucre. Ele indicou ainda que este projeto de lei, de autoria da deputada oficial Kayra Harding, que também esteve presente na reunião, é muito importante para o país e de grande contribuição no setor medicinal, pois envolve a área da Saúde, o que permitirá conhecer de perto todos os benefícios curativos dessa cultura no país.

Para o vice-ministro de Comércio Exterior Juan Carlos Sosa, esta iniciativa está de acordo com a realidade do país e o desenvolvimento desta indústria no Panamá é de grande interesse. Já o vice-ministro Rognoni disse confiar em todos os estudos efetuados sobre o cânhamo e em todas as contribuições das demais instituições.

Fonte: Delvin Castillo/El Siglo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese