O que dizem os especialistas sobre a segurança do Delta-8 THC?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Os riscos de comprar um produto de THC delta-8 não licenciado podem variar de simples fraude de potência até hospitalização e morte - pelo menos no caso de produtos de vapor (Foto: Kindel Media/Pexels)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de Leafly (Marissa Wenzke)

Os produtos Delta-8 THC explodiram em popularidade no ano passado nos EUA, especialmente em estados americanos que ainda não legalizaram o uso adulto de cannabis.

O status legal do delta-8 continua a evoluir, mas há uma pergunta que os consumidores devem fazer antes de considerar a legalidade do delta-8: é seguro consumir?

>>> Siga o Sechat no INSTAGRAM

Quase todos os produtos delta-8 THC são vendidos fora das indústrias de cannabis licenciadas e regulamentadas pelos estados dos EUA. Mas nesse espaço não regulamentado, não há regras para evitar que vendedores mal-intencionados façam e vendam produtos potencialmente tóxicos.

Essa é uma preocupação urgente e consistente que ouvimos de reguladores, técnicos de laboratório, médicos e outros especialistas.

O que é Delta-8 THC?

Em suma, Delta-8 THC é um canabinoide menor encontrado na planta de cannabis. É relatado que é capaz de causar uma “alta” semelhante à do THC Delta-9 mais comum, apenas em menor grau. O composto pode estar presente naturalmente em quantidades muito pequenas no cânhamo, no entanto, ele também pode ser produzido a partir de outros canabinoides, incluindo o CBD.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Resultados alarmantes de testes de produto

Um relatório divulgado em 2 de junho pelo US Cannabis Council, um grupo comercial nacional que representa as empresas de cannabis licenciadas e defensores da legalização, descreveu o boom nas vendas não regulamentadas de THC delta-8 como uma “crise em rápida expansão”.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

As vendas de produtos delta-8 THC representam uma ameaça competitiva para fabricantes e varejistas de cannabis licenciados e regulamentados, porque os fabricantes de delta-8 não precisam obedecer aos controles de qualidade e padrões de segurança impostos às empresas licenciadas. Mas isso não significa que os riscos para a saúde pública expressos por empresas licenciadas não sejam infundados.

Embora os esforços para legalizar e regular a cannabis “devam abranger delta-8 THC”, afirmou o relatório do Conselho da cannabis, “o fato de estar sendo vendida fora do mercado regulamentado sem supervisão ou teste e estar prontamente disponível para crianças é alarmante, e apresenta um risco de saúde pública de impacto potencialmente mais amplo do que a crise dos vapes/canetas vaporizadoras. ”

É preciso ter cuidado

Os riscos de comprar um produto de THC delta-8 não licenciado podem variar de simples fraude de potência até hospitalização e morte – pelo menos no caso de produtos de vapor.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Em 2019, mais de 2.700 usuários de THC vaporizado adoeceram depois de inalar óleo de vitamina E usado como espessante de óleo em cartuchos não licenciados do mercado ilícito. Além disso, pelo menos 68 pessoas morreram após contrair VAPI, ou EVALI, a doença pulmonar fatal causada pela inalação de óleo de vitamina E vaporizado. 

O que tem nesses produtos?

Em abril de 2021, uma equipe de pesquisa apoiada pelo Conselho de Cannabis dos EUA comprou uma variedade de produtos de THC delta-8 não licenciados de lojas de varejo não regulamentadas na Califórnia, Flórida, Nevada, Texas, Michigan, Massachusetts, Carolina do Norte e Indiana.

Dos 16 produtos testados pelos Laboratórios ProVerde em Massachusetts, nenhum estava em conformidade com o limite legal de 0,3% de THC especificado na lei agrícola de 2018.

De acordo com o relatório, muitos dos produtos continham compostos não permitidos pela lei estadual em produtos de cannabis regulamentados. Esses compostos incluíam os metais cromo, cobre, níquel e chumbo.

Além disso, muitas das amostras continham traços residuais de solventes (os produtos químicos usados ​​no processo para separar o delta-8 THC do cânhamo) em níveis não seguros para inalação humana. Esses solventes incluem, por exemplo, hexano, metanol, diclorometano, acetato de etilo, heptano, acetona e isopropanol.

Confira outros conteúdos sobre o Delta-8 THC publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese