Pacientes canadenses relatam reduções no uso de álcool após tratamento com Cannabis medicinal

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
A Organização Mundial da Saúde estima que 3 milhões de pessoas morrem por uso de álcool anualmente em todo o mundo (Foto: Reprodução/Canna&Tech Today)

Estima-se que até 107 milhões de pessoas em todo o mundo sofram de transtorno do uso de álcool, que é classificado como a falta de controle da taxa e frequência de consumo de álcool, baseada em um vício mental e físico.

Os homens tendem a sofrer de transtorno de uso de álcool com mais frequência do que as mulheres em nível internacional. Estima-se que 70% dos doentes em todo o mundo sejam homens.

>>> Cannabis pode ter efeitos negativos sobre a fertilidade masculina, revela estudo

A Organização Mundial da Saúde estima que 3 milhões de pessoas morrem por uso de álcool anualmente em todo o mundo e que o álcool é responsável por 1 em cada 20 mortes que ocorrem globalmente a cada ano.

A própria planta de cannabis, por outro lado, nunca matou ninguém na história da humanidade. Na verdade, os pesquisadores descobriram que a cannabis é 114 vezes mais segura do que o álcool.

>>> Cannabis medicinal pode auxiliar na redução de náuseas em pacientes de quimioterapia, afirmam estudos

Uso de cannabis medicinal associado ao consumo reduzido de álcool

Uma equipe de pesquisadores do Instituto Canadense de Pesquisa sobre o Abuso de Substâncias e da Escola de Saúde Pública e Política Social da Universidade de Victoria realizou recentemente uma pesquisa para explorar qualquer relação potencial entre o uso de cannabis medicinal e o uso de álcool.

Os pesquisadores entrevistaram 1.000 pacientes de cannabis medicinal no Canadá, que foram questionados sobre suas taxas de consumo de álcool, entre outras coisas. A equipe descobriu que 44% dos participantes da pesquisa relataram uma diminuição na frequência com que consumiam álcool. Entre os indivíduos que relataram uma diminuição no consumo de álcool, 85% declararam que reduziram o número de bebidas que consumiram a cada semana, e 18% relataram que se abstiveram de consumir álcool durante todo o estudo de 30 dias.

>>> Empresária canadense lança empresa de cuidados com a pele feitos com raiz de cannabis

“Nossas descobertas sugerem que o uso da Cannabis medicinal pode estar associado a reduções autorreferidas e à cessação do uso de álcool entre os pacientes da planta. Uma vez que o álcool é a substância recreativa mais prevalente na América do Norte e seu uso resulta em taxas significativas de criminalidade, morbidade e mortalidade, essas descobertas podem resultar numa melhora da saúde por conta da Cannabis medicinal, bem como na saúde e segurança públicas.” concluíram os autores do estudo.

Fonte: JOHNNY GREEN/Canna&Tech Today

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese