Qual foi o impacto da legalização da cannabis na sociedade canadense?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Tiago é advogado e a seis anos mudou para o Canada onde também se graduou em marketing. Atualmente ele trabalha com desenvolvimento de negócios, estratégia e planejamento de projetos para a Hexo cop., uma gigante canadense no ramo da cannabis

Coluna de Tiago Zamponi

No dia 17 de outubro de 2021 a legalização da cannabis no Canadá completará 3 anos. Assim, o governo canadense liberou alguns números para demonstrar qual foi o impacto na sociedade. Importante destacar que o governo tinha três principais objetivos de saúde pública:

01) Manter a cannabis fora das mãos dos jovens;

02) Manter o lucro fora do bolso dos criminosos

03) Proteger a saúde pública e a segurança ao permitir o acesso dos adultos à cannabis legal.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

No que tange o primeiro objetivo, o Canadá atingiu o resultado que queria, em 2020, um ano após a legalização, o consumo entre jovens de 15-17 anos caiu de 19.8 % (antes da legalização) para 10.4% (depois da legalização); e mais, a média da idade das pessoas que experimentaram ou começaram a usar cannabis aumentou de 19.2 anos em 2019 para 20 anos em 2020. Muito disso se deve ao fato que o governo como um todo (Federal e Estadual) investiu em campanhas educativas e com a legalização houve o controle do acesso a cannabis (gate control) pois, menores idade não podem entrar nas lojas e nem comprar online. Um fato curioso é que em alguns Estados, como por exemplo British Columbia, é possível receber a sua cannabis em casa, contudo, você precisa apresentar sua identidade para provar a maioridade.

Outro dado interessante é que entre 2018 e 2019 o consumo de cannabis aumentou, particularmente, entre pessoas com 25 anos ou mais (13,1% a 15,5%) e entre os homens (17,5% a 20,3%). As taxas correspondentes para jovens de 15 a 24 anos (27,6% a 26,4%) e mulheres (12,3% a 13,4%) permaneceram constantes.

Já no inicio de 2021 o numero de pessoas que consomem cannabis aumentou de 16.8% para 20% o que corresponde aproximadamente 6.2 milhões de pessoas.

De acordo com o governo canadense, em 2020, cerca de 68.4% das pessoas que consumiram cannabis compraram de fonte legal, o que significa um aumento quase três vezes maior do que antes da legalização, em 2018 (22.9%), e também maior do que logo após a legalização, em 2019 (47.4%). Assim, o Governo vem conseguindo reduzir a receita do mercado negro e, consequentemente, arrecadando mais impostos, o que mais tarde é revertido para sociedade. A titulo de informação, 25% do valor dos impostos arrecadados com a venda da cannabis vai para o governo federal e 75% ficam nos Estados.

A legalização vem movimentando a economia do Canada, ainda mais durante a pandemia, onde alguns estados consideraram cannabis como um serviço essencial, o que permitiu que as lojas continuassem funcionando, com algumas restrições, durante o lockdown.

Tiago Zamponi

As vendas atingiram CAD$ 57.34 milhoes (Dezembro de 2018) e CAD$ 147.89 milhoes (Dezembro 2019). Já em dezembro de 2020 as vendas no varejo de lojas de cannabis legais em todo o Canadá alcançaram mais de 298 milhões de dólares canadenses. Desde a legalização federal da cannabis para uso medicinal e recreativo no Canadá, em 17 de outubro de 2018, as vendas nas lojas aumentaram de forma bastante constante, como se vê no grafico abaixo


Vendas mensais no varejo de lojas de cannabis legais no Canadá de outubro de 2018 à novembro de 2020 (em milhões de dólares canadenses) Fonte: Statistics Canadá

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Entre as razões do aumento ao acesso à cannabis de fontes legais, está o fato de que os Estados intensificaram as ações policias contra o mercado negro e também liberou mais licencas para abertura de lojas, como se vê na figura abaixo.


Fonte: Statistics Canadá

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

O último objetivo do governo era evitar um aumento no número de pessoas dirigindo sob o efeito da cannabis (impaired driving). De acordo com os dados coletatos antes e depois da legalização, não houve um aumento no número desse tipo de infrações; 13,2% dos usuários de cannabis com carteira de motorista relatam que dirigiram duas horas após o uso, quase o mesmo número que em 2018.

Mas a mais, apesar de haver estudos preliminares indicando que o uso contínuo da cannabis pode resultar em uma dependência ou risco de se desenvolver algum transtorno, não há hoje um impacto na saúde pública canadense. Contudo, o uso precisa continuar sendo monitorado cada vez mais devido ao aumento de pessoas que utilizam a cannabis diariamente. É importante ressaltar que a legalização permitiu a realização de mais estudos seja para o viés medicinal, seja para verificar as possíveis consequências do uso excessivo de cannabis.

Por fim, podemos concluir que os objetivos estabelecidos pelo Canadá vem sendo atingidos com sucesso, onde, cada vez mais, os estigmas vêm sendo derrubados, inclusive a aceitabilidade social que vem crescendo, só ficando, ainda, atrás do álcool.

*Zamponi é advogado, gestor em marketing, trabalha com desenvolvimento de negócios, estratégia e planejamento de projetos e, atualmente, colunista do Sechat

As opiniões veiculadas nesse artigo são pessoais e não correspondem, necessariamente, à posição do Sechat.

Veja outros artigos de nossos colunistas: 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese