Quanto consumimos de Cannabis no Brasil?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Entre 2015 e 2020, conforme levantamento realizado por Jordão, o Brasil consumiu U$ 6,78 milhões de Cannabis Medicinal (Foto: Divulgação/Arquivo pessoal)

Coluna de Paulo Jordão*

Neste artigo apresento a versão que é complexo se posicionar sobre o tamanho do real mercado de Cannabis brasileiro devido à dificuldade de contabilizar dados de consumo em um país que não permite o seu uso adulto, conhecido também como uso recreativo. 

A Cannabis é uma planta cultivada majoritariamente de forma ilegal, sendo que as maiores áreas de produção de Cannabis no mundo estão nos países que não permitiam em 2015 o uso medicinal ou adulto, com apresentado na tabela 1. 

Tabela 1 – Países com as maiores áreas de cultivo de Cannabis no mundo em 2015

Tela de celular com texto preto sobre fundo branco

Descrição gerada automaticamente

O relatório Impacto Econômico da Legalização de Cannabis no Brasil de 2016 aponta o mercado Brasileiro como possuindo 2,74 milhões de consumidores (tabela 2), sendo um mercado de R$ 5,69 bilhões em 2016, ou um mercado de U$ 1,89 bilhões (dólar médio em 2016 de R$ 3,00).

Tabela

Descrição gerada automaticamente

Este dado nos coloca no uso adulto próximo ao consumo de países como os Estados Unidos. Segundo a The New Frontier, em 2016 os americanos consumiram U$ 4.67 bilhões medicinalmente e consumiram U$ 1,89 bilhões para o uso adulto. 

Para elucidar o consumo de Cannabis Medicinal no Brasil pode-se recorrer a bases de dados governamentais como o Comex Stat. O Brasil consumiu U$ 6,78 milhões de Cannabis Medicinal entre 2015 e 2020 (imagem 1). Em 2016 o consumo de Cannabis Medicinal no Brasil foi de U$ 380.500 em 2016.

Imagem 1 – Dados Importação de Produtos a Base de Cannabis e Insumo de Cannabis.

Fonte (CANNAPI, 2019, adaptado de Comex Stat).

Existem outras fontes de produção de óleo de Cannabis no Brasil pelas as Associações de Pacientes de Cannabis Medicinal ou por pacientes com habeas corpus. Existem ainda os dados de apreensão de Cannabis, que no ano de 2020 foi de 1,015 toneladas entre janeiro e dezembro. 

Se utilizarmos o valor de U$ 1,00 por grama de Cannabis apreendida, isto representou que as forças de segurança retiraram do mercado em 2020 de U$ 1.015.000.000,00. Resta saber quanto de Cannabis não foi apreendido e comercializado.  

Mensurar o mercado de Cannabis no Brasil é uma atividade complexa, e o que se pode concluir sobre o uso adulto é que os dados de consumo são apenas projeções.  Entretanto em um país que se apreende próximo de U$ 1 bilhão em Cannabis estimasse que pelo menos 10 vezes esta quantidade não foi apreendida. O mercado Medicinal, por sua vez, cresceu pelo menos de U$ 94.000,00 em 2015 para U$ 2,98 milhões em 2020. 

¹ UNDOC (United Nations Office on Drugs and Crime) – Global Overview of Drug Demand and Supply: Latest trends, cross-cutting issues. World Drug Report, 2017. 

CANNAPI – Annual Report, 2019.

² SILVA, A. N., LIMA, P. G. C., Impacto Econômico da Legalização de Cannabis no Brasil. Estudo/Abril 2016. Câmara dos Deputados, Praça dos Três Poderes, Consultoria Legislativa, Brasília, DF, 2016.

³  NEW FRONTIER DATA The Cannabis Industry Annual Report: 2017 Legal Marijuana outlook. New Frontier Data, 2017

Drogas: Apreensão de drogas bate recorde no ano; o que isso significa? (uol.com.br)

*Paulo Jordão é doutor em Administração, professor da Universidade Federal do Piauí, sócio da Cannapi e colunista do Sechat.

As opiniões veiculadas nesse artigo são pessoais e de responsabilidade de seus autores.

Veja outros artigos de nossos colunistas do Sechat: 

Alex Lucena 

Inovação e empreendedorismo na indústria da Cannabis (19/11/2020)

Inovar é preciso, mesmo no novo setor da Cannabis (17/12/20) 

Marcelo de Vita Grecco

Cânhamo é revolução verde para o campo e indústria (29/10/2020)

Cânhamo pode proporcionar momento histórico para o agronegócio brasileiro (26/11/2020)

Brasil precisa pensar como um país de ação, mas agir como um país que pensa (10/12/2020)

Por que o mercado da cannabis faz brilhar os olhos dos investidores? (24/12/2020)

Construção de um futuro melhor a partir do cânhamo começa agora (07/01/2021)

Além do uso medicinal, cânhamo é porta de inovação para a indústria de bens de consumo (20/01/2021)

Ricardo Ferreira

Da frustração à motivação (03/12/2020)

Angels to some, demons to others (31/12/2020)

Efeitos secundários da cannabis: ônus ou bônus? – (28/01/2021)

Paulo Jordão

O papel dos aparelhos portáteis de mensuração de canabinoides (08/12/2020)

A fórmula mágica dos fertilizantes e a produção de canabinoides (05/01/2021)

Wilson Lessa

O sistema endocanabinoide e os transtornos de ansiedade (15/12/2020)

Fabricio PamplonaOs efeitos do THC no tratamento de dores crônicas (26/01/2021)

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese