Rússia, na guerra às drogas: ministro critica legalização da cannabis no ocidente

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Bandeira russa (Foto: Pixabay/IGORN)

Curadoria e edição Sechat, com informações de ElPlanteo

Por Franca Quarneti

declaração de Syromolotov foi dada no contexto de uma sessão da Comissão das Nações Unidas sobre Entorpecentes em Viena, em 14 de março.

“É lamentável que hoje vejamos tentativas de quebrar os fundamentos da Convenção Única sobre Entorpecentes de 1961 e distorcer sua essência. A legalização da distribuição gratuita de cannabis em países como Estados Unidos da América e Canadá é uma grande preocupação para nós ”, disse o vice-ministro.

“ É preocupante que vários Estados membros da União Europeia estejam considerando violar suas obrigações de controle de drogas. Tal abordagem é inaceitável. O cumprimento estrito por todos os Estados Partes de suas obrigações sob as convenções é a pré-condição para o bom funcionamento do regime global de controle de drogas”, acrescentou.

E continuou: “ A Rússia defende constantemente que apenas os Estados que aplicam de boa fé as disposições das convenções têm o direito moral de participar nas atividades da Comissão. Ao aplicar uma abordagem diferente, corremos o risco de minar a autoridade da Comissão, que é o órgão de formulação de políticas das Nações Unidas com responsabilidade primária pelo controle de drogas”.

Além disso, o representante da Federação Russa convidou todas as delegações a participar de um evento paralelo sobre o tema para “contribuir para a implementação das diretrizes do BRICS no combate às atividades de lavagem de dinheiro relacionadas às drogas”.

A Rússia e a “Guerra às Drogas”

Conforme relatado pela International CBC , esta não é a primeira vez que o governo russo critica a legalização da cannabis em outros países.

De fato, em 2018, quando o Canadá anunciou seus planos de legalizar a cannabis para uso adulto em nível federal, a Rússia foi rápida em condená-los, alegando que o Canadá havia decidido “violar a lei internacional”. 

Além disso, deve-se lembrar que, neste momento, a estrela profissional do basquete feminino Brittany Griner permanece sob custódia na Rússia por acusações relacionadas à cannabis. 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese