A cannabis e a importância da opinião pública como aliada no Brasil

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Imagem: Arquivo/Sechat)

Por Marcelo De Vita Grecco

Li em janeiro deste ano uma pesquisa realizada pelo Poder Data que apontava que 61% dos brasileiros apoiam a liberação da cannabis para uso medicinal. O índice daqueles que são contrários foi de 26%, e outros 13% não souberam responder.  O Poder Data, divisão de pesquisas do portal Poder 360, ouviu 3 mil pessoas, entre os dias 2 e 4 de janeiro, em 501 municípios de 27 Estados brasileiros. Ou seja, o Brasil todo! Fiquei feliz com esse resultado, mas não surpreso.

É importante contextualizar que essa consulta foi realizada na esteira do noticiário que abordou a aprovação pela Anvisa da liberação do 10º medicamento à base de cannabis, da farmacêutica Greencare Pharma, para uso no Brasil. Outros dados da pesquisa apontam que quem aprova a liberação, na sua maioria (86%), tem ensino superior e recebe mais de cinco salários mínimos. 

O uso medicinal da cannabis é aprovado até mesmo por 51% daqueles que consideravam o atual governo bom ou ótimo. E todos nós sabemos da pouca disposição do executivo para discutir esse tema, posto que já manifestou publicamente que irá vetar o PL 399, caso seja aprovado no Congresso, onde está parado por manobras de parlamentares que se declaram governistas.

E sabemos de outras pesquisas que também mostram que boa parte da sociedade já tem posicionamento bem diferente do que acontecia no passado, nem tão distante assim. Consulta nacional “Cannabis é Saúde” feita pelo  Civi-Co no ano passado, divulgada pela revista Veja,  apresentou percentual até maior de aprovação da cannabis medicinal. A pesquisa com mil pessoas de todas as regiões do Brasil revelou que 70% apoiavam o uso terapêutico da cannabis.

CBD de cânhamo

E isso acontece, como já comentei neste espaço, porque os benefícios terapêuticos da cannabis costumam ter mais cobertura da mídia. Principalmente quando dão voz a pessoas que confirmam os resultados positivos alcançados com as terapias da medicina canabinoide. E isso é maravilhoso para a nossa causa.

Também fico imaginando o quanto teríamos de apoio da população caso as pessoas tivessem acesso aos resultados econômicos que o país poderia obter com a liberação do cânhamo para a indústria. Enquanto o uso medicinal dessa planta, lembrando que 90% do CDB que chega no Brasil é proveniente do cânhamo, alivia dores e sofrimentos, produtos à base de cânhamo para uso industrial igualmente contribuíram, certamente, para minimizar outros males que assolam a população, como o desemprego gigantesco com o qual o país convive já bem antes da pandemia.

Por isso, todo o nosso empenho para levar conteúdo de qualidade à população sobre o quanto essa planta tem de atributos, ainda pouco conhecidos do grande público. Cada espaço é fundamental e estratégico para ajudar a desmistificar um produto da natureza que, assim como faz muito bem à saúde de quem encontra alívio em suas moléculas de efeito terapêutico, também pode servir de indutor de outros benefícios econômicos para muito mais gente que necessita de ajuda. Isso sem entrarmos na questão do meio ambiente, onde a contribuição do cânhamo é, do mesmo modo, inegável, haja vista todas as suas propriedades que o tornam um importante aliado contra as mudanças climáticas, das quais já falamos bastante neste espaço. 

Por isso, quanto mais conhecimento sobre os benefícios da cannabis chegar ao povo, mais favoráveis serão as pesquisas envolvendo a aprovação da planta, seja para aumentar ainda mais o seu uso medicinal, ou para o uso industrial por meio do cânhamo. 

E este ano de eleições, quanto mais pesquisas favoráveis, mais chances teremos de destravar a agenda regulatória da cannabis no Brasil. Basta a Vox Populi mostrar toda a sua força de mobilização para mudar os rumos da sociedade para o bem de todos. Tomo a liberdade de compartilhar aqui com vocês o link da reportagem completa do portal Poder360 que me instigou a falar desse tema por aqui. Informação é poder. Mais poderosa ainda quando correta e sem preconceitos.

As opiniões veiculadas nesse artigo são pessoais e de responsabilidade de seus autores.

Sobre o autor:

Marcelo De Vita Grecco é cofundador e CMO da The Green Hub.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese