Búzios se torna a primeira cidade do Brasil a liberar a cannabis para uso medicinal

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
praia-de-buzios-cidade-em-que-medicamento-com-cannabis-foi-liberado
A cidade de Búzios é famosa pelas belas praias e recebe diariamente turistas do mundo inteiro. Agora, ela será conhecida também por ser a primeira cidade brasileira a aprovar a prescrição do canabidiol. (Crédito: Kayak)

Curadoria e edição Sechat, com conteúdo de O dia

Búzios – O município de Armação dos Búzios na Região dos Lagos do Rio de Janeiro é pioneiro e avança no tratamento das crianças autistas e aquelas que apresentam crises convulsivas recorrentes e aprovou a prescrição do canabidiol.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Segundo informações, a proposta de liberação do receituário para aquisição do medicamento foi aprovada na sexta-feira (20), durante a ‘VIII Conferência Municipal de Saúde’, realizada pelo município de Búzios no Espaço Cultural Zanine. O assunto foi pauta da conferência de 2019 e nesta edição foi aprovado por unanimidade.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Búzios saiu na frente e é a primeira cidade do Brasil a dar esse passo e ainda pretende incluir a cannabis medicinal na Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (Remume), segundo fontes. 

Procurada, a Secretária de Saúde confirma o atendimento e informa que uma das propostas aprovadas foi a inclusão do medicamento a base da CANABIS medicinal na REMUME do município, como não consta ainda na RENAME, a área técnica da SMS está preparando uma nota técnica referente aos benefícios do medicamento nas múltiplas clínicas, informa a Secretaria de Saúde do balneário. 

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

‘Hoje, temos no município de Armação dos Búzios cerca de 300 crianças autistas e não temos, ainda, o número total de crianças portadoras de transtorno mental’, afirmam. 
‘Não só as crianças autistas serão beneficiadas, mas também aquelas que apresentam crises convulsivas recorrentes’, reforçam a Secretaria de Saúde de Búzios. 

Confira outras matérias sobre legislação brasileira publicadas pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese