Dia do Oficial da Farmácia: saiba quais medicamentos com cannabis estão nas prateleiras

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
O Oficial da Farmácia é o responsável técnico em farmácias e drogarias (Crédito: Pexels/Artem Podrez)

Por Jacqueline Passos

Hoje, 05 de setembro é celebrado o Dia do Oficial da Farmácia. Foi escolhida esta data por ser o mesmo dia em que aconteceu a primeira convenção dos oficiais de farmácia, em setembro de 1953, na Biblioteca Municipal de São Paulo. Este profissional é diferente do farmacêutico – pessoa formada em Farmácia -, mas possui tanta importância quanto, pois ocupa a função de responsável técnico em drogarias, local onde se comercializa medicamentos e produtos farmacêuticos, diferente das farmácias, que podem fazer a realização de fórmulas.

Para comemorar esta data, separamos alguns medicamentos que possuem cannabis em sua fórmula e já são comercializados nas drogarias brasileiras. Saiba quais são eles:

1 – Mevatyl

O Mevatyl foi o primeiro medicamento à base de cannabis aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para venda no Brasil. A aprovação aconteceu em janeiro de 2017. O medicamento é um spray indicado para quem sofre de espasticidade – uma rigidez em determinadas partes do corpo – causada pela Esclerose Múltipla. Em sua composição, há dois componentes da cannabis, tanto o THC quanto o CBD. A embalagem tem três frascos de 10 ml e pode custar até R$ 3.000. 

2 – Canabidiol 200mg/ml da Prati-Donaduzzi 

Este também foi um medicamento pioneiro no Brasil, pois foi o primeiro produto nacional a receber autorização e, até o momento, ainda é o único brasileiro à venda nas prateleiras. A aprovação da Prati-Donaduzzi aconteceu em abril de 2020. O produto é comercializado em um frasco de 30 ml com concentração de 200 mg/ml de canabidiol (CBD). Apesar de ser produzido nacionalmente, o custo dele ainda é bastante alto, principalmente quando comparado com o Mevatyl que é importado. Nas prateleiras das drogarias, ele custa em média R$ 2.500. 

Em fevereiro de 2021, a empresa farmacêutica foi autorizada pela Anvisa a comercializar duas novas concentrações do canabidiol: 20 mg/ml e 50 mg/ml, comercializados por R$ 300 e R$ 700, respectivamente. Apesar dos valores ainda quase que inacessiveis, a boa notícia é que já existe uma iniciativa do Ministério da Saúde para fornecer este medicamento através do SUS (Sistema Único de Saúde).

Em resumo, os medicamentos aprovados pela Anvisa e comercializados nas drogarias nacionais ainda estão muito longe da realidade brasileira. Por isso, muitas pessoas optam por comprar de associações ou até mesmo importar. De qualquer forma, fica a nossa homenagem aos profissionais das farmácias e drogarias. 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese