Legalização da cannabis reduz as prescrições de opioides no Canadá

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
O estudo rastreou os volumes totais de prescrição de opioides e despesas antes e após a legalização da cannabis (Foto: Pixabay)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de The GrowthOp (Sam Riches)

Um estudo que será publicado na revista Applied Health Economics and Health Policy descobriu que a legalização da cannabis levou a um “declínio acentuado” no volume de opioides prescritos em todo o Canadá.

Quase 18.000 canadenses morreram de overdose relacionada a opioides de janeiro de 2016 a junho de 2020, de acordo com o Public Health Infobase federal.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

“Nossas descobertas apoiam a hipótese de que o acesso mais fácil à cannabis para a dor pode reduzir o uso de opioides para planos de drogas públicos e privados”, conforme observa o resumo do estudo.

Sobretudo, o estudo trabalhou com dados de reclamações de prescrição nacional de pagadores públicos e privados entre janeiro de 2016 e junho de 2019. Além disso, foram rastreados os volumes totais de prescrição de opioides e despesas antes e após a legalização da cannabis.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Os pesquisadores levaram em consideração morfina, codeína, fentanil, hidrocodona, hidromorfona, meperidina, oxicodona, tramadol. Além disso, analisaram os não opioides gabapentina e pregabalina, que foram analisados ​​separadamente dos opioides. Todos os volumes de opioides foram convertidos em uma dose equivalente de morfina.

Conclusões

Como resultado, o estudo descobriu que, após a legalização, o total de gastos mensais com opioides pelos pagadores públicos caiu de 267.000 dólares por mês para 95.000 dólares. Além disso, a dose média também diminuiu de 22,3 miligramas por sinistro para 4,1 mg.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Em uma postagem, a Organização Nacional para a Reforma das Leis da Maconha observa que as descobertas estão de acordo com estudos anteriores. Tais estudos descobriram que o acesso à cannabis está associado a declínios na atividade geral de medicamentos prescritos.

Um estudo de 2020 publicado no Journal of Health Economics descobriu que o aumento do acesso a produtos com baixo THC e alto CBD na Itália levou a diminuições significativas no número de ansiolíticos, sedativos e antipsicóticos dispensados.

Confira outros conteúdos sobre a crise de opioides publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese