Lutador canadense de MMA é o primeiro atleta profissional a receber isenção para uso de cannabis medicinal nos EUA

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Theodorou colocou a isenção em uso no início deste ano, derrotando Matt Dwyer no Rise Fighting Championship 6 em seu primeiro evento como um 'atleta de cannabis' (Foto: Mike Roach/Zuffa LLC)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de The GrowthOp (Sam Riches)

Elias Theodorou continua a quebrar barreiras. No ano passado, ele se tornou o primeiro atleta no Canadá a garantir uma Isenção de Uso Terapêutico (TUE) para o uso de cannabis medicinal no esporte profissional. Mas agora, ele reproduziu essa façanha ao sul da fronteira.

A isenção americana de Theodorou foi concedida no Colorado, que, junto com Washington, se tornou o primeiro estado dos EUA a legalizar o uso adulto de cannabis em 2012.

>>> Siga o Sechat no INSTAGRAM

Em suma, o veterano lutador de MMA usa a cannabis para tratar a neuropatia bilateral, uma condição que “parece picada constante e irradiação de calor”.

“A cannabis me permite estar mais em sintonia com meu corpo, medicar e controlar minha dor. Não apenas como atleta, mas o controle da dor me ajuda a controlar minha condição como ser humano”, disse Theodorou.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Foram necessários seis anos de defesa e apelos para que Theodorou recebesse sua isenção no Canadá. A decisão veio da Comissão Atlética da Colúmbia Britânica (BCAC) em janeiro de 2020.

Theodorou colocou a isenção em uso no início deste ano, derrotando Matt Dwyer no Rise Fighting Championship 6 em seu primeiro evento como um ‘atleta de cannabis’.

Para o atleta, é necessário espalhar o conhecimento sobre os benefícios da cannabis

“Como alguém que tem neuropatia bilateral, mas não está interessado em consumir opioides, é importante defender continuamente os benefícios medicinais da cannabis e nosso direito como atletas de poder utilizá-la”, disse Theodorou em um comunicado à imprensa anunciando sua isenção nos EUA.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

De acordo com o advogado Erik Magraken, sócio-gerente da MacIsaac & Company, a decisão pode abrir um precedente futuro para atletas profissionais que usam cannabis medicinal.

“Theodorou tem lutado contra o estigma da cannabis no esporte e a cannabis como medicamento há anos. Conseguir que a primeira Comissão Atlética dos EUA reconheça seus direitos médicos ao conceder uma isenção é um grande passo que pode ajudar muitos outros atletas”, disse Magraken.

Confira outros conteúdos sobre a cannabis no esporte publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese