Mulheres americanas compram o dobro de maconha que os homens

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Valéria França

As pesquisas já mostraram que o aumento do consumo da Cannabis durante a pandemia do Covid-19 foi puxada pela ansiedade e pelo isolamento. Faltava descobrir o perfil deste consumidor.

A empresa de estudo de mercado da Cannabis Headseat avaliou os compradores antes e durante a pandemia. O resultado aponta que as mulheres compraram o dobro que os homens. Eles representam 14,6% do consumo e elas, 31,7%.  

Consumo por faixa etária

Nem todas as gerações participaram da corrida aos dispensários na mesma proporção. A geração Baby Boomer (das pessoas nascidas entre os anos de 1946 e 1964), por exemplo, comprou menos 2,1%, enquanto a geração Z (1995-2010) comprou mais 42,1%. Os milleniaus (1982-1994) aumentaram 6% o consumo, de 48% para 54%, e as pessoas da geração X (1965-1981), 2%, de 28% para 30%.

As pesquisas foram realizadas nos estados da California, Washington, Nevada, Alberta e Columbia Britânica. Entre eles, Nevada foi o único estado com elevação de consumo. Os moradores dobraram o volume de compras.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES
ASSINE NOSSA NEWSLETTER