O CBD puro é a parte mais medicinal da Cannabis?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O composto mais popular da Cannabis é que o canabidiol (CBD), que dizem ser a parte mais medicinal da planta. O composto não intoxicante da maconha ganhou status de estrela do rock desde que o Dr. Sanjay Gupta mostrou ao mundo em seu documentário “Weed 2” que tem o poder de controlar convulsões em pacientes com epilepsia. Depois de alguns anos a substância se tornou uma parte da cultura popular.

>>> Saiba a diferença entre CBD e THC

Mas o CBD é realmente o medicamento mais eficaz em termos de Cannabis sativa? 

A resposta é um sonoro não.

Algumas das pesquisas realizadas nas últimas décadas mostram que a única maneira de maximizar os aspectos terapêuticos da medicina Cannabis é usar a planta inteira. Afinal, seria ingênuo pensar que um único componente da erva, especialmente considerando que possui centenas de vários canabinoides, terpenos e flavonoides, seria a única parte da planta que contribui para a saúde da sociedade. O cientista israelense Raphael Mechoulam chamou isso de “efeito entourage”, o processo de centenas de componentes da Cannabis funcionando melhor juntos do que quando isolados.

>>> Qual escolher: Extratos de CBD puro ou CBD derivado de Cannabis com algum THC?

Portanto, mesmo enquanto o CBD está ganhando toda a notoriedade hoje em dia por sua capacidade de tratar doenças que vão do câncer à epilepsia, Mechoulam descobriu, por meio de mais de 40 anos de pesquisa, que o THC – o composto que cria os efeitos de “alta” – e o CBD realmente aumentam a desempenho do outro.

Isso significa que os tratamentos com CBD são mais eficazes se contiverem uma dose mensurável de THC. Ainda assim, os legisladores costumam ver o CBD como um bom composto, enquanto o THC é tipicamente considerado um criador de problemas.

Mas isso não quer dizer que o CBD não tenha algum valor terapêutico por si só. Pode controlar convulsões – há evidências disso.

>>> Novo relatório examina implicações do aumento dos níveis de THC em produtos de Cannabis

Mas, para alguns, esse tratamento específico pode não ser a resposta. Alguns relatórios sugerem que o CBD puro não funciona quando se trata de controlar as convulsões e é necessário adicionar as taxas de THC.

Ainda assim, para as pessoas que buscam um remédio natural sem os efeitos, os concentrados feitos de cepas com alto teor de CBD fornecem alívio para uma série de doenças.

Fonte: informações do site The French Toast

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese