O futuro da pesquisa em Cannabis Medicinal

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Mais pacientes e consumidores estão se conscientizando das propriedades curativas da cannabis e percebendo que é uma alternativa muito mais segura ao álcool (Foto: Reprodução/Cannabis & Tech Today)

A cannabis é uma das plantas mais dinâmicas do planeta. Ela pode ser usada para fazer têxteis, combustível e alimentos. Além disso, a cannabis também pode ser utilizada para fins médicos e de uso adulto, mas, por muitos anos, os humanos não sabiam o que causava os efeitos eufóricos da cannabis.

Mas tudo mudou na década de 1960, quando o químico israelense Raphael Mechoulam isolou o THC pela primeira vez. Deste modo, Mechoulam inaugurou a era moderna da pesquisa da Cannabis Medicinal com sua descoberta e continuou suas pesquisas ao longo dos anos.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Barreiras para pesquisar a cannabis

Enquanto Mechoulam teve a oportunidade de pesquisar extensivamente a Cannabis Medicinal, o mesmo não aconteceu para a maioria dos outros pesquisadores ao redor do mundo.

As políticas de proibição da cannabis têm dificultado muito a pesquisa da Cannabis Medicinal. Isso ocorre especialmente nos Estados Unidos, mas também em muitos outros países. Mesmo onde a pesquisa de cannabis foi permitida, os pesquisadores tiveram que saltar por arcos tremendos e nem sempre tiveram a melhor cannabis para suas pesquisas.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

A maioria dos pesquisadores globais de cannabis teve que “se virar” com a cannabis disponível para a pesquisa e isso, infelizmente, contribui para que alguns resultados deixem a desejar.

Felizmente, como a proibição vem sendo reduzida em todo o mundo, os pesquisadores de cannabis estão olhando para dias mais brilhantes no horizonte.

Mercado da cannabis é cada vez maior

A indústria da cannabis está em plena expansão onde quer que seja legalmente autorizada a operar. No momento, existem apenas dois países que legalizaram a cannabis para uso adulto, no entanto, dezenas de países agora permitem a Cannabis Medicinal.

A ascensão da indústria da cannabis legal não está apenas gerando enormes somas de dinheiro, mas também está mudando as mentes e começando a impulsionar a pesquisa. Assim, mais pacientes e consumidores estão se conscientizando das propriedades curativas da cannabis e percebendo que é uma alternativa muito mais segura ao álcool.

>>> Quer receber o conteúdo produzido e selecionado pelo Sechat diretamente em seu e-mail? Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Essa maior conscientização está resultando em uma demanda cada vez mais expressiva dos pacientes e consumidores por novos produtos e medicamentos, e os pesquisadores ajudarão a fazer isso acontecer.

Com tanto dinheiro circulando no mercado da cannabis e as leis sendo reformadas, está sendo criada a tempestade perfeita para o crescimento exponencial em pesquisas bem financiadas sobre a cannabis.

Fonte: Cannabis & Tech Today (Johnny Green), com curadoria e edição de Sechat Conteúdo

Leia mais:

>>> “A cannabis está permitindo que eu viva mais”

>>> Histórias de esperança para o Natal

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese