Osmar Terra defende fechar Anvisa caso agência aprove plantio de cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB), defendeu o fechamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, caso o órgão aprove a regulação sobre o cultivo de cannabis com fins medicinais no Brasil. Em entrevista ao portal Jota, o político disse que é possível até que haja uma ação judicial. 

“Pode até acabar a Anvisa. A agência está enfrentando o governo. É um órgão do governo enfrentando o governo. Não tem sentido”, disse ele ao repórter Mateus Vargas. Segundo Osmar Terra, as consultas públicas que estão em vigor sobre a produção medicamentos à base de cannabis é apenas uma fachada legalizar o consumo recreativo de todas as drogas. “Os caras que querem liberar a maconha se escondem atrás do desespero das mães de pacientes”, declarou.

O que Osmar Terra defende é o uso exclusivo do canabidiol sintético. Na semana passada, ele se reuniu em Brasília com a empresa farmacêutica Prati-Donaduzzi, do Paraná, que está desenvolvendo a mediação. No entanto, o político garante que não está fazendo lobby para esta empresa: “qualquer empresa que estiver desenvolvendo o sintético vai ter apoio”, declarou ao Jota. Na entrevista, o ministro voltou a considerar o THC como uma substância maléfica e sem propriedades medicinais, embora especialistas sustentem que o uso do tetrahidrocanabinol em conjunto com o CBD traga benefícios para algumas doenças. Inclusive o único remédio à base de cannabis registrado na Anvisa, o Mevatyl, possui THC e canabidiol.

Confira a entrevista de Osmar Terra ao portal Jota.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese