Quais os efeitos da cannabis para memória e a tomada de decisões?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Pesquisadores observaram usuários de cannabis enquanto fumavam flores da planta de alta potência ou concentrados de vapor que compraram em dispensários de cannabis no estado de Washington, onde o uso adulto é legal (Foto: Anna Shvets/Pexels)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de Washington State University

O estudo examinou 80 pessoas divididas em quatro grupos:

  • 20 estavam sóbrios
  • 20 usaram concentrados de cannabis vaporizados com mais de 60% de THC
  • 20 usaram flores de cannabis que continham pelo menos 20% de THC
  • 20 usaram flores de cannabis contendo 60% de THC além de CBD.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Após o consumo, os pesquisadores realizaram uma série de testes cognitivos nos participantes para determinar quaisquer efeitos na tomada de decisões e na memória.

A pesquisadora principal Carrie Cuttler, psicóloga da Washington State University (WSU), disse:

Foto: WSU

Estávamos interessados ​​em comparar os efeitos relativos desses produtos concentrados de cannabis de altíssima potência. Os que estávamos usando neste estudo, tinham que ter pelo menos 60% de THC.

“Os resultados foram surpreendentes, tivemos menos efeitos do que esperávamos, especialmente porque estávamos entrando nesses produtos de altíssima potência que pesquisadores nos Estados Unidos, pelo menos, foram amplamente proibidos de estudar”.

>>> Siga o Sechat no INSTAGRAM

No entanto, os dados também mostram que o uso de cannabis pode realmente ter um impacto em nossa memória, como em deficiências relacionadas à memória livre, memória de origem e memórias falsas.

Além disso, os pesquisadores pediram aos participantes de cada grupo que classificassem sua intoxicação após o consumo. Eles descobriram que as avaliações dos participantes no grupo de concentrados eram estatisticamente idênticas às que usavam a flor, o que poderia indicar que os participantes estavam definindo automaticamente as doses usadas.

A Dra. Cuttler acrescentou: “O que isso nos diz é que as pessoas que usam esses produtos de potência muito alta conhecem suas limitações, usando muito menos da droga para atingir o mesmo nível de toxicidade, produzindo o mesmo déficit de memória”.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Os pesquisadores revelaram que estavam cautelosamente otimistas sobre esses resultados e a Dra. Cuttler complementa:

Quero ver muito mais pesquisas antes de chegarmos a qualquer conclusão geral, mas é encorajador ver que os concentrados não aumentaram os danos.

Confira outros conteúdos sobre pesquisa com cannabis publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese