Quase metade da população do Reino Unido não sabe que a Cannabis medicinal é legal

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Clínicas de Cannabis medicinal têm sido abertas em todo o país com o objetivo de preencher as lacunas no acesso dos pacientes ao sistema público de saúde (Foto: Imagem de Pexels)

Quase metade das pessoas que vivem no Reino Unido não sabe que a Cannabis medicinal é legal no país, de acordo com uma pesquisa em andamento feita pela Canex. Dos 13.254 entrevistados, 46% revelaram que não tinham conhecimento do reescalonamento de 2018 que tornou a Cannabis medicinal legal no Reino Unido, formado por Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. 

>>>Se plantio de Cannabis for aprovado, preço de medicamento no mercado deve ficar 50% mais barato

Apesar de ser legal no país há quase dois anos, o acesso à Cannabis medicinal e a conscientização do público permanecem surpreendentemente baixos. O guia abaixo mostra como o acesso à Cannabis medicinal funciona atualmente.

Legalizando a Cannabis Medicinal

A cannabis foi reprogramada (da tabela 1 para a tabela 2 do Misuse of Drugs Act 1971) em 2018 para permitir a aplicação médica da droga. Essa importante decisão foi amplamente influenciada pelos casos de duas crianças que sofrem de formas raras de epilepsia resistentes ao tratamento convencional.

>>> O que pensa o futuro ministro do STF sobre a Cannabis medicinal

Os pais de Billy Caldwell e Alfie Dingley experimentaram vários medicamentos registrados para epilepsia e obtiveram pouco sucesso, até que descobriram os efeitos positivos dos medicamentos à base de cannabis. No entanto, a legalidade desses medicamentos no Reino Unido significava que eles tinham que comprar os medicamentos provenientes da Cannabis no exterior.

O reescalonamento da Cannabis no Reino Unido permitiu que médicos especializados prescrevessem produtos de cannabis medicinal. 

Acessando Cannabis Medicinal

Apesar do reescalonamento da planta, o acesso à Cannabis medicinal pelo NHS – o sistema público britânico de acesso à saúde, equivalente ao SUS no Brasil – permanece praticamente inexistente. Muitos críticos das diretrizes atuais acreditam que isso se deve em grande parte às recomendações restritivas feitas pelo Instituto Nacional de Excelência em Saúde e Cuidados em novembro de 2019.

>>> Conheça na íntegra o projeto de legalização da Cannabis medicinal e industrial no Brasil

Em teoria, os pacientes deveriam ter acesso a produtos de Cannabis medicinal para o tratamento de um número limitado de doenças. Isso inclui epilepsia resistente ao tratamento convencional, espasticidade associada à esclerose múltipla e náuseas e vômitos induzidos por quimioterapia. No entanto, as prescrições do NHS para produtos de cannabis medicinal – mesmo para essas condições – permanecem criticamente baixas, se não inexistentes.

Clínicas de Cannabis medicinal, no entanto, têm sido abertas em todo o país com o objetivo de preencher as lacunas no acesso dos pacientes. A Sapphire Medical Clinics lançou uma série de esquemas e iniciativas nos últimos dois anos para ajudar na progressão do setor de cannabis medicinal do Reino Unido. Isso inclui a Sapphire Foundation, que ajuda a remover barreiras financeiras para os pacientes, e o UK Medical Cannabis Registry, que coleta evidências sobre a prescrição de cannabis medicinal.

Progresso do acesso à Cannabis medicinal no Reino Unido

Os dados coletados por meio da pesquisa contínua do Canex apela para uma maior educação sobre a Cannabis medicinal – para médicos e o público – no Reino Unido. Apesar de vários países, incluindo o Reino Unido, já terem legalizado a Cannabis medicinal, os mecanismos potenciais dos canabinóides e do sistema endocanabinoide ainda não são ensinados aos médicos.

>>> Estados americanos decidem sobre a legalização da maconha

Isso fez com que um número limitado de médicos tivesse conhecimento suficiente sobre a Cannabis medicinal e como ela pode beneficiar uma grande variedade de doenças. Uma série de iniciativas possuem como objetivo resolver este problema, incluindo o Instituto Sapphire, que oferece um treinamento online e pesquisa atualizada sobre a Cannabis medicinal.

Registros de Cannabis medicinal, como o UK Medical Cannabis Registry e o Drug Science’s Project Twenty21, têm como objetivo coletar as evidências necessárias para apoiar a progressão das prescrições de Cannabis medicinal no Reino Unido.

Fonte: Cannex 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese