Tolerância à dor entre usuários de Cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um estudo recente que examinou a dor entre os usuários de Cannabis sugere que – ao contrário do uso de opióides de longo prazo – o uso regular de Cannabis não parece aumentar a sensibilidade à dor.

A estudante de doutorado Michelle St. Pierre, que conduz pesquisas no departamento de psicologia da UBC Okanagan, publicou recentemente um estudo procurando diferenças na tolerância à dor de pessoas que usam Cannabis com frequência em comparação com aquelas que não o fazem.

>>> A importância da Cannabis para a saúde e a economia brasileira é o tema de painéis promovidos pelo Sechat no dia 16

“Nos últimos anos houve um aumento na adoção de medicamentos canabinoides, que demonstraram eficácia no tratamento da dor crônica”, diz St. Pierre. “No entanto, a extensão em que o uso frequente de Cannabis influencia a sensibilidade à dor aguda não foi examinada sistematicamente”.

O interesse no uso de canabinoides para ajudar no alívio da dor crônica acelerou na última década, explica St. Pierre, observando que uma pesquisa recente com pacientes de Cannabis medicinal relatou que mais da metade usava Cannabis para o alívio da dor. Isso apesar de revisões recentes que sugerem que a eficácia das terapias com canabinoides para a dor crônica é mista.

>>> Mais de 1 milhão de adultos no Reino Unido podem ter o cartão de Cannabis medicinal

“Este estudo deve ser uma boa notícia para os pacientes que já estão usando Cannabis para tratar a dor”, diz o coautor Zach Walsh, que lidera o Laboratório de Uso Recreativo e Problemático de Substâncias Problemáticas da UBC, que hospedou o estudo. “Aumentos na sensibilidade à dor com opioides podem realmente complicar uma situação já difícil; dada a crescente ingestão de analgésicos à base de Cannabis, é um alívio não termos identificado um padrão semelhante com os canabinoides”.

O estudo de St. Pierre explorou diferenças nas medidas de intensidade e tolerância à dor. Os autores especularam que as pessoas que relatam o uso frequente de Cannabis demonstrariam maior sensibilidade à dor experimental, mas em vez disso não encontraram diferenças.

“Há um efeito diferente dos usuários de opioides; o uso prolongado de opioides pode tornar as pessoas mais reativas à dor. Queríamos determinar se havia uma tendência semelhante para as pessoas que usam Cannabis com frequência”, diz St. Pierre. “Cannabis e opioides compartilham algumas das mesmas vias de alívio da dor e foram associados a aumentos na sensibilidade à dor após o uso agudo.”

>>> Como a Cannabis medicinal pode ajudar no tratamento da dor aguda?

O risco de vício, overdose e hiperalgesia induzida por opióides – quando alguém se torna mais sensível à dor – são os principais problemas quando se trata de usar opioides para controlar a dor crônica, diz St. Pierre. Um paciente com hiperalgesia pode então aumentar a dosagem do opioide para controlar a dor, aumentando ainda mais o risco de dependência.

Os efeitos analgésicos da Cannabis foram propostos para envolver alguns dos circuitos do tronco cerebral semelhantes aos dos opióides. No entanto, a extensão em que os canabinoides induzem hiperalgesia não foi determinada.

Para seu estudo, St. Pierre recrutou voluntários que usaram Cannabis mais de três vezes por semana e pessoas que nunca usaram. Os participantes do estudo foram submetidos a um teste de tarefa pressora fria, onde submergiram a mão e o antebraço em água gelada por um período prolongado de tempo.

>>> Como tratar a dor nas articulações com Cannabis

O que eles determinaram foi que o uso de Cannabis não traz o mesmo risco de hiperalgesia que o uso de opioides, acrescenta ela.

“Nossos resultados sugerem que o uso frequente de Cannabis não parece estar associado à sensibilidade elevada à dor experimental de uma maneira que pode ocorrer na terapia com opióides”, diz ela. “Esta é uma distinção importante que os profissionais de saúde e os pacientes devem considerar ao selecionar opções para o tratamento da dor. Esses achados são particularmente relevantes à luz dos relatórios recentes de prescrição excessiva de opioides e altas taxas de dor na população, pois sugere que a Cannabis pode não ser transmitida o mesmo risco de hiperalgesia que os opioides. “

Fonte: informações do site Science Daily

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese