Cannabis medicinal se mostra eficaz para cuidados paliativos com Alzheimer

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Dia Mundial da Doença de Alzheimer, lembrado no dia 21 de setembro, é uma campanha internacional criada para aumentar a conscientização sobre o Alzheimer e o que pode ser feito para ajudar aqueles que vivem com essa doença.

A Doença de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que leva a demência progressiva, reduz as funções cognitivas e interfere no comportamento e personalidade do paciente, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social. O primeiro sintoma é a perda de memória recente. Com a evolução do quadro, o Alzheimer afeta a capacidade de aprendizado, atenção, orientação, compreensão e linguagem, deixando o paciente cada vez mais dependente da ajuda de terceiros, até mesmo para atividades básicas do dia a dia.

Segundo dados da Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz), estima-se que existam cerca de 35,6 milhões de pessoas com a Doença de Alzheimer no mundo. No Brasil, há cerca de 1,2 milhão de casos, a maior parte ainda sem diagnóstico.

Apesar de ser uma doença sem cura, é possível diminuir o sofrimento do paciente e de seus familiares, melhorando a qualidade de vida dos que sofrem com o Alzheimer. O tratamento paliativo com cannabis medicinal, por exemplo, tem se mostrado seguro e eficaz para diminuição dos níveis de estresse e agressividade dos pacientes. De acordo com pesquisa realizada pela Universidade do Sul da Flórida, pequenas doses de THC diminuem a concentração de proteína beta-amiloide no cérebro. O acúmulo dessa proteína é uma das causas da doença.

“Acompanhamos o tratamento de muitos idosos que sofrem com a Doença de Alzheimer e podemos ver a evolução do tratamento com a terapia canabinoide. A cannabis medicinal ajuda na regulação do sono, diminuição do estresse e da agressividade. Além de controlar a evolução da doença sem trazer efeitos colaterais, proporcionando mais qualidade de vida aos pacientes e familiares”, comenta Camila Teixeira, CEO da Indeov, empresa que representa duas das principais empresas de cannabis no mundo, a Charlotte’s Web e Elixinol.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese