Cannabis é promissora no combate à Covid-19, aponta novo estudo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Igor Kovalchuks, CEO da Pathway RX e professor de biologia da Universidade de Lethbridge, foi um dos estudiosos que descobriu os benefícios do CBD para a Covid-19 (Foto: Reprodução/Universidade de Lethbridge)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações da Universidade de Lethbridge

Em parceria com a Universidade de Lethbridge, a Pathway RX e a Swysh, empresas focadas em pesquisa com cannabis, descobriram que extratos específicos da planta mostram uma promessa como um tratamento adicional para Covid-19.

“Nossos extratos mais bem-sucedidos exigem validação adicional em uma análise em grande escala e um modelo animal. Ainda assim, nosso estudo é crucial para a análise futura dos efeitos da cannabis medicinal na Covid-19”, dizem os Drs. Igor (CEO da Pathway RX) e Olga Kovalchuk, ambos professores de biologia da U of L.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Recentemente, os Kovalchuks e uma equipe de pesquisadores enviaram um artigo de pesquisa sobre os efeitos da cannabis medicinal na Covid-19 a um jornal para publicação e seu manuscrito foi levado para Preprints. Ou seja, a pesquisa ainda não foi revisada por pares ou publicada em um periódico.

Sobretudo, o estudo se concentrou em como certos extratos de cannabis afetaram as proteínas ACE2 e TMPRSS2. Estas proteínas estão embutidas na membrana celular e representam uma porta de entrada chave para o coronavírus entrar nas células hospedeiras. Os pesquisadores usaram extratos de cannabis para modular os níveis dessas enzimas. 

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

O que o estudo sugere

Como resultado, dados iniciais sugerem que 13 extratos de cannabis com alto teor de CBD anti-inflamatório podem modular a expressão de ACE2 em tecidos-alvo da Covid-19. Além disso, podem tambémregular negativamente TMPRSS2. Tais dados demonstram que essas linhagens de cannabis com alto teor de CBD têm potencial para se tornar uma adição útil e segura ao tratamento da Covid-19. Portanto, eles podem ser usados ​​para desenvolver tratamentos preventivos na forma de um anti-séptico bucal ou gargarejo para uso clínico e doméstico.

“Dada a atual situação epidemiológica terrível e em rápido desenvolvimento, todas as oportunidades e vias terapêuticas possíveis precisam ser consideradas”, diz Kovalchuk. “Nossa equipe de pesquisa está buscando ativamente parcerias para conduzir testes clínicos.”

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Por meio do Pathway RX, Kovalchuk gerou mais de 1.000 híbridos de cannabis e os testou em tecidos e células humanas para aprender sobre sua atividade biológica. Dessa forma, essas variedades foram patenteadas e estão atualmente licenciadas para Sundial Growers, um produtor de cannabis licenciado com sede em Alberta e parceiro da Pathway RX.

Confira outros conteúdos sobre a cannabis e a Covid-19 publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese